Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

A IMPORTÂNCIA DO JEJUM, DA ORAÇÃO E DA DOAÇÃO, EM TEMPO DE QUARESMA

A IMPORTÂNCIA DO JEJUM, DA ORAÇÃO E DA DOAÇÃO, EM TEMPO DE QUARESMA

 

 

A reconciliação é um ato fundamental em nossa vida e o amor a cada ser deve estar sempre acima de toda e qualquer lei.

 

Nossa Senhora, em Medjugorje, alerta-nos para a importância do jejum, que é indicado para as quartas e sextas-feiras. Em suas Mensagens, instrui-nos para a prática do jejum com pão e água.

 

A princípio, o jejum pode parecer que seja algo difícil de se praticar, porém, ele é também um dom e podemos pedir a Deus este dom.

 

A prática do jejum permite desenvolver a humildade, obediência, desprendimento, fortalece a fé e, aliado à oração, opera uma contínua abertura do coração à Deus e reconhecimento de seu precioso Amor e Misericórdia  para com cada ser.

 

Muitas vezes o ser humano não se dá conta de quão importante é o jejum,  não só de abstinência de alimentos,  como também de várias coisas que podem interferir ou mesmo não permitir que ele possa dispensar um maior cuidado, atenção, dedicação e amor para com seus semelhantes. Como, por exemplo, o tempo dispendido em programas de televisão, que poderia ser direcionado a uma maior dedicação à família, a alguém que necessita ou à oração.

 

A oração move, no coração de cada ser, uma aproximação com Deus, e ele vai sendo transformado pela ação da graça, do Espírito Santo,  e adquirindo um maior conhecimento do precioso Amor e Misericórdia de Deus em sua vida. Ao sentir-se amado por Deus, naturalmente sente em si, felicidade e, também, necessidade de amar seus semelhantes, transmitir paz e felicidade a eles.

 

O ser humano também, muitas vezes, pode não se dar conta de que poderia prescindir de certas coisas que lhe ocupam uma parcela de tempo e, assim, dedicar-se mais à oração.

 

A doação de si próprio àqueles que necessitam é o terceiro caminho, depois da oração e jejum, para vivenciar-se o amor e compaixão para com o próximo, como Jesus nos inspira no Evangelho.

 

 

LEITURA –  Extraído da Mensagem de Nossa Senhora em Medjugorje, em 25 de junho de 1996:

 

“Os seus corações, filhinhos, ainda não estão completamente abertos a Mim; por isso, Eu os convido novamente a se abrirem à oração, para que o Espírito Santo os ajude na oração e os seus corações sejam de carne e não de pedra.”

 

 

EVANGELHO DE SÃO MATEUS 5, 20-26:

 

 

“Com efeito, eu lhes garanto: se a justiça de vocês não superar a dos doutores da Lei e dos fariseus, vocês não entrarão no Reino do Céu."

 

"Vocês ouviram o que foi dito aos antigos: 'Não mate! Quem matar será condenado pelo tribunal'.

 

Eu, porém, lhes digo: todo aquele que fica com raiva do seu irmão, se torna réu perante o tribunal. Quem diz ao seu irmão: 'imbecil', se torna réu perante o Sinédrio; quem chama o irmão de 'idiota', merece o fogo do inferno.

 

Portanto, se você for até o altar para levar a sua oferta, e aí se lembrar de que o seu irmão tem alguma coisa contra você,  deixe a oferta aí diante do altar, e vá primeiro fazer as pazes com seu irmão; depois, volte para apresentar a oferta.

 

Se alguém fez alguma acusação contra você, procure logo entrar em acordo com ele, enquanto estão a caminho do tribunal; senão o acusador entregará você ao juiz, o juiz o entregará ao guarda, e você irá para a prisão.

 

Eu garanto: daí você não sairá, enquanto não pagar até o último centavo."”

 

 

VÍDEOS:

Exibições: 184

Responder esta

© 2020   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço