Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Informação

Papa Francisco

Membros: 19
Última atividade: ontem

"Miserando atque eligendo" (Olhou-o com misericórdia e o escolheu).

Fórum de discussão

REZAR COM O PAPA FRANCISCO - AGOSTO

Iniciado por Regina Maria. Última resposta de Elizabeth Pereira Teles 5 Ago, 2014. 3 Respostas

Cada mês, o Santo Padre propõe intenções de oração a todos os cristãos, pelos desafios que considera mais importantes para o mundo e para a Igreja. O Passo-a-rezar, em colaboração com o …Continuar

Homilia do Papa na vigília de jejum e oração pela paz na Síria, no Medio Oriente e no Mundo

Iniciado por Regina Maria. Última resposta de Roseane Valle 20 Abr, 2014. 1 Resposta

Homilia do Papa na vigília de jejum e oração pela paz na Síria, no Medio Oriente e no Mundo, Vigília em que participam cerca de 100 mil pessoas na Praça de São Pedro…Continuar

Papa diz que fiéis não devem ter medo da Confissão

Iniciado por Regina Maria. Última resposta de Elizabeth Pereira Teles 19 Mar, 2014. 2 Respostas

Papa diz que fiéis não devem ter medo da ConfissãoNa Audiência Geral desta quarta,  o Papa retomou suas catequeses sobre os Sacramentos, comentando desta vez o Sacramento da ReconciliaçãoAtualizado…Continuar

Tags: papa, catequese

Jesus sempre “quando perdoa, faz regressar à casa.

Iniciado por Regina Maria 24 Fev, 2014. 0 Respostas

Cidade do Vaticano (RV) – Seguir Jesus não é “uma ideia”, mas um “contínuo permanecer em casa”, a Igreja. Foi o que afirmou o Papa Francisco na Missa desta manhã, na capela da Casa Santa Marta.Na…Continuar

Tags: francisco, papa

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de Papa Francisco para adicionar comentários!

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva ontem

Papa: : Cristo é a melhor solução para as tempestades da vida" no YouTube

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva ontem
Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva quinta-feira

O Papa e as igrejas queimadas na terra do conflito mapuche

https://www.dn.pt/mundo/interior/o-papa-e-as-igrejas-queimadas-na-t...

Rezem pelo Papa  Francisco

Resultado de imagem para oração a nossa senhora auxiliadora

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 14 janeiro 2018 às 11:14

A Cúria romana são os modernos fariseus ! O Papa Francisco acabou com os "negócios"dentro da Igreja agora dizem que é um "hereje" , do mesmo modo que "crucificaram" Jesus estes kerem acabar com o Papa Francisco

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 14 janeiro 2018 às 11:11

Papa Francisco enfrenta guerra civil na igreja católica

Cardeais conservadores condenam opção pelos pobres defendida pelo argentino e travam batalha contra guinada reformista! Veja o linl e rezem pelo Papa Francisco..

https://calle2.com/papa-francisco-enfrenta-guerra-civil-na-igreja-c...

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 6 janeiro 2018 às 15:50

Epifania: a verdadeira estrela é Jesus

O Santo Padre presidiu na manhã de sábado (06/01), na Basílica São Pedro, à celebração Eucarística por ocasião da Solenidade da Epifania do Senhor.

Vejam o link do Vídeo

https://www.youtube.com/watch?v=tAOzChDg8Dw

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 3 janeiro 2018 às 6:42

Vaticano: Papa começa 2018 com apelo à defesa de «toda a vida»

Agência Ecclesia

 01 de Janeiro de 2018, às 09:58

Francisco convida a imitar a Virgem Maria, por uma Igreja «pobre de coisas e rica de amor»


Cidade do Vaticano, 01 jan 2018 (Ecclesia) – O Papa Francisco iniciou hoje o novo ano com um apelo à defesa da vida, durante a Missa da solenidade de Santa Maria, Mãe de Deus, a que presidiu no Vaticano.

“A humanidade é querida e sagrada para o Senhor. Por isso, servir a vida humana é servir a Deus, e toda a vida – desde a vida no ventre da mãe, até à vida envelhecida, atribulada e doente, à vida incómoda e até repugnante – deve ser acolhida, amada e ajudada”, disse, na Basílica de São Pedro.

O pontífice fez uma intervenção centrada na figura da “Mãe de Deus”, a solenidade que marca o início do ano, no calendário litúrgico católico.

“Maria é exatamente como Deus nos quer, como quer a sua Igreja: Mãe terna, humilde, pobre de coisas e rica de amor, livre do pecado, unida a Jesus, que guarda Deus no coração e o próximo na vida”, sublinhou.

Numa alusão ao novo ano civil, Francisco convidou os católicos a imitar a Virgem Maria.

“Para avançar – diz-nos a festa de hoje –, é preciso recuar: recomeçar do presépio, da Mãe que tem Deus nos braços”, precisou.

O Papa realçou em particular a necessidade do silêncio, onde Deus se revela a cada pessoa, convidando os fiéis a dedicar um momento à oração silenciosa, no seu dia, diante do presépio.

“Reservar cada dia um tempo de silêncio com Deus é guardar a nossa alma; é guardar a nossa liberdade das banalidades corrosivas do consumo e dos aturdimentos da publicidade, da difusão de palavras vazias e das ondas avassaladoras das maledicências e da balbúrdia”, observou.

A homilia chamou a atenção para a dimensão de maternidade que é valorizada na solenidade de hoje.

“Eis o milagre, a novidade: o homem já não está sozinho; nunca mais será órfão, é para sempre filho. O Ano tem início com esta novidade. E nós proclamamo-la dizendo assim: Mãe de Deus! É a alegria de saber que a nossa solidão está vencida”, referiu o pontífice.

“Dizer «Mãe de Deus» lembra-nos isto: Deus está perto da humanidade como uma criança da mãe que a traz no ventre”, acrescentou.

O Papa apresentou ainda os “segredos” da Virgem Maria como forma de viver melhor o novo ano: “guardar no silêncio e levar a Deus”.

“Também nós – cristãos em caminho –, no começo do ano, sentimos a necessidade de recomeçar do centro, deixar para trás os pesos do passado e partir do que é importante. Temos hoje diante de nós o ponto de partida: a Mãe de Deus”, declarou.

Francisco considerou que a devoção a Maria é “uma exigência da vida cristã”, que permite deixar de lado “tantas bagatelas inúteis” e reencontrar “aquilo que conta”.

“Para que a fé não se reduza apenas a ideia ou doutrina, precisamos, todos, de um coração de mãe que saiba guardar a ternura de Deus e ouvir as palpitações do homem”, prosseguiu.

No final da homilia, o Papa convidou a assembleia a repetir, três vezes, com ele: “Santa Mãe de Deus”.

Cumprindo a tradição, um grupo de três crianças liderou a procissão da apresentação dos dons, vestidos de Reis Magos, em representação dos 'sternsinger’ (cantores da estrela) que na Alemanha, Áustria e Suíça passam pelas casas para anunciar o nascimento do Senhor e recolher ofertas para as crianças necessitadas.

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 28 dezembro 2017 às 5:19

PAPA FRANCISCO

Papa Francisco alerta para a descaracterização do Natal

27/12/2017, 11:03300
6

O papa Francisco alertou para a descaracterização do Natal, numa sociedade que se baseia num "falso respeito". O sumo pontífice recordou que "é Cristo que dá sentido a tudo o que celebramos".

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 27 dezembro 2017 às 15:23

Teólogos conservadores acusam Papa de propagar heresias..

Últimas notícias: 24/09/2017

http://pt.euronews.com/2017/09/24/teologos-conservadores-acusam-pap...

Vamos rezar a Nossa Senhora pelo Papa Francisco

Resultado de imagem para Oração a Nossa Senhora auxiliadora

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 26 dezembro 2017 às 10:30

«Urbi et Orbi»: Papa denuncia sofrimento das crianças..

Agência Ecclesia

 25 de Dezembro de 2017, às 11:1

Família desalojada na Síria. Foto: Lusa

Cidade do Vaticano, 25 dez 2017 (Ecclesia) – O Papa denunciou hoje no Vaticano os sofrimentos das crianças de todo o mundo que são vítimas da guerra e da violência.

“Vemos Jesus nas crianças do Médio Oriente, que continuam a sofrer pelo agravamento das tensões entre israelitas e palestinos. Neste dia de festa, imploramos do Senhor a paz para Jerusalém e para toda a Terra Santa”, declarou Francisco, na sua Mensagem de Natal, proferida desde a varanda da Basílica de São Pedro e transmitida em direto para dezenas de países, incluindo Portugal.

A tradicional intervenção de 25 de dezembro, que antecede a bênção solene ‘urbi et orbi’ [à cidade (de Roma) e ao mundo], deixou votos de que as duas partes retomem o diálogo e cheguem “a uma solução negociada que permita a coexistência pacífica de dois Estados dentro de fronteiras mutuamente concordadas e internacionalmente reconhecidas”.

Francisco recordou ainda as crianças sírias, “feridas pela guerra que ensanguentou o país nestes anos”, com apelo ao respeito por todos, independentemente da pertença étnica e religiosa.

O Papa falou das crianças do Iraque e do Iémen, “onde perdura um conflito em grande parte esquecido, mas com profundas implicações humanitárias sobre a população que padece a fome e a propagação de doenças”.

“Vemos Jesus nas crianças de todo o mundo, onde a paz e a segurança se encontram ameaçadas pelo perigo de tensões e novos conflitos. Rezamos para que se possam superar, na península coreana, as contraposições e aumentar a confiança mútua, no interesse do mundo inteiro”, referiu.

“Ao Deus Menino, confiamos a Venezuela, para que possa retomar um debate sereno entre os diversos componentes sociais em benefício de todo o amado povo venezuelano”, prosseguiu.

A mensagem de Natal evocou as crianças com que o Papa se encontrou na recente viagem ao Mianmar e Bangladesh, no centro de uma crise humana ligada aos refugiados da minoria ‘rohingya’.

 

Membros (19)

 
 
 

© 2018   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço