Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Neste dia 17 de fevereiro (que é meu aniversário!) comemora-se os SETE SANTOS FUNDADORES DA ORDEM DOS SERVOS DE MARIA! Esta Ordem tem como devoção a COROA DAS 7 DORES DE NOSSA SENHORA.

Oremos a esses 7 Santos Servos que nos oriente, nós, os Pequenos Servos de Maria Rainha! E que por meio da oração das SETE DORES ATUAIS DE NOSSA SENHORA possamos servir a Nossa Senhora pela conversão de todos os seus filhos e filhas!

Regina Maria

áudio do terço das dores atuais


17 DE FEVEREIRO
SETE SANTOS FUNDADORES
DA ORDEM DOS SERVOS DE MARIA
 
Bonfilho, Bonajunta, Maneto, Amadeu, Hugo, Sóstenes e Aleixo: estes são os nomes com que foram canonizados os sete homens que, por volta da metade do século XIII, deram início à Ordem dos Frades Servos de Maria, na cidade de Florença, Itália.
 
A Igreja e a Ordem veneram-nos sob o nome de Sete Santos Fundadores. Eram leigos. De profissão, comerciantes. Alguns casados, outros solteiros ou viúvos, todo animados por uma vontade firme de alcançar a perfeição cristã. Pertenciam à “Associação-Mor de Santa Maria” e, como membros dessa associação, postos a serviço de Deus e da Virgem Maria, dedicavam-se às obras de caridade e de penitência.
 
Segundo a tradição, no dia 15 de agosto de 1233, deixaram suas famílias e atividades comerciais e retiraram-se para uma localidade chamada “Cafaggio”, na periferia da cidade de Florença, para aí levarem vida de oração e de penitência. Por volta de 1245, mudaram-se para Monte Senário, distante dezoito quilômetros de Florença, onde construíram uma igreja e uma casa para morar. Logo se juntaram a eles outros homens que também aspiravam à vida de solidão e contemplação.
 
Por sua vida santa, pela seriedade de seu compromisso religioso e pela estima que gozavam junto ao povo, obtiveram a aprovação da Sé Apostólica e o apoio do bispo de Florença, de nome Ardingo.
 
De Monte Senário, os Sete e seus companheiros desceram à cidade de Florença para dedicar-se às obras do apostolado. Em Cafaggio, construíram uma igreja no local onde se encontra a basílica de Santíssima Anunciada.
 
Poucos são os dados históricos referentes aos Sete Santos Fundadores. Com exceção de dois (São Bonfilho e Santo Aleixo), até seus nomes são historicamente incertos. Mas certo e seguro é seu perfil espiritual, descrito na “Legenda sobre a Origem da Ordem”, o documento mais antigo sobre a vida dos Sete Santos. Na “Legenda”, seu perfil espiritual confunde-se com o próprio carisma da Ordem e chegou até nós através de uma tradução fidedigna e ininterrupta. Os Sete distinguiram-se no ardente amor a Deus e à Virgem Maria, na humildade, no espírito de serviço, na abertura à concórdia e ao perdão e na vontade firme de promover a paz.
 
Foram canonizados coletivamente, como se fossem um só, pelo papa Leão XIII, em 1888. Seus restos mortais são venerados na basílica de Monte Senário.
 
ORAÇÃO
 
Ó Deus misericordioso, por vossa inefável providência, a Virgem Gloriosa suscitou a Ordem dos seus Servos, por intermédio dos nossos Sete Santos Pais. Concedei, vos pedimos, que servindo fielmente à mesma Virgem Mãe, possamos mais intensamente servir a vós e aos irmãos. Por Cristo nosso Senhor.
 
(Extraído de: Livro de oração dos Servos de Maria, 2. ed. trad. Fr. José M. Milanez, osm. São José dos Campos, 2002, pp. 134-136)

Coroa de Nossa Senhora das Dores teve início na Itália em 1617, por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria, assim como a Missa de Nossa Senhora das Dores, que hoje é celebrada em toda a Igreja no dia 15 de setembro.
A Coroa é um dos frutos do carisma mariano da Ordem, cultivado desde 1233, cultivada desde 1233, quando foi iniciada pelos Sete Santos Fundadores, cuja festa celebra-se em 17 de fevereiro.



I – Origem
A celebração da COROA e da MISSA em honra de NOSSA SENHORA DAS DORES, cuja festa celebra-se em toda a Igreja em 15 de setembro, começou na Itália em 1617, por iniciativa da Ordem dos Servos de Maria.
A Coroa é um dos frutos do carisma mariano da Ordem dos Servos de Maria, cultivado desde 1233, quando foi iniciada pelos Sete Santos Fundadores, cuja festa celebra-se em 17 de fevereiro.
Essa prática de piedade surgiu inicialmente como alimento da piedade mariana dos grupos leigos da Ordem Secular Servita (OSSM), que se formaram junto às igrejas e conventos da Ordem.
Ela sempre teve a aprovação dos papas, mais foi Leão XIII que concedeu aos frades e leigos da Ordem Secular Servita (OSSM) a faculdade de escolher entre a recitação do Rosário ou da Coroa, conforme as circunstâncias litúrgicas e religiosas.
II – Significado
A Coroa de Nossa Senhora das Dores é uma oração apropriada para a nossa realidade brasileira, onde dor e sofrimento são o pão de cada dia de tantos irmãos e irmãs. Os sofrimentos de Cristo e de Maria prolongam-se na vida dos que sofrem e lutam pela justiça e pela libertação. Inspirando-se em Maria, cada um de nós saberá carregar a sua cruz e colocar-se aos pés das infinitas cruzes da humanidade, onde Cristo continua sendo crucificado nos irmãos.

DEVOÇÃO PROPAGADA PELA ORDEM DOS SERVOS DE MARIA

Como Rezar a Coroa das 7 dores de Nossa Senhora
Introdução
D- Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo.
R- Amém!
D- Nós vos louvamos, Senhor, e vos bendizemos!
R- Porque associastes a Virgem Maria à obra da salvação.
D- Nós contemplamos vossas Dores, ó mãe de Deus!
R- E vos seguimos no caminho da fé! 

Primeira Dor - Profecia de Simeão
Simeão os abençoou e disse a Maria, sua mãe: Eis que este menino está destinado a ser ocasião de queda e elevação de muitos em Israel e sinal de contradição. Quanto a ti, uma espada te traspassará a alma (Lc 2,34-35).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias



Segunda Dor - Fuga para o Egito
O anjo do Senhor apareceu em sonho a José e disse: Levanta, toma o menino e a mãe, foge para o Egito e fica lá até que te avise. Pois Herodes vai procurar o menino para matá-lo. Levantando-se, José tomou o menino e a mãe, e partiu para o Egito (Mt 2,13-14).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias





Terceira Dor - Maria procura Jesus em Jerusalém
Acabados os dias da festa da Páscoa, quando voltaram, o menino Jesus ficou em Jerusalém, sem que os pais o percebessem. Pensando que estivesse na caravana, andaram o caminho de um dia e o procuraram entre parentes e conhecidos. E, não o achando, voltaram a Jerusalém à procura dele (Lc 2,43b-45).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias



Quarta Dor - Jesus encontra a Sua Mãe no caminho do Calvário
Cirene, que vinha do campo, e o encarregaram de levar a cruz atrás de Jesus. Seguia-o grande multidão de povo e de mulheres que batiam no peito e o lamentavam (Lc 23,26-27).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias 




Quinta Dor - Maria ao pé da Cruz de Jesus
Junto à cruz de Jesus estavam de pé sua Mãe, a irmã de sua Mãe, Maria de Cléofas, e Maria Madalena. Vendo a Mãe e, perto dela, o discípulo a quem amava, disse Jesus para a mãe: Mulher, eis aí o teu filho! Depois disse para o discípulo: Eis aí a tua Mãe! (Jo 19,15-27a).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias



Sexta Dor - Maria recebe Jesus descido da Cruz
Chegada a tarde, porque era o dia da Preparação, isto é, a véspera de sábado, veio José de Arimatéia, entrou decidido na casa de Pilatos e pediu o corpo de Jesus. Pilatos, então, deu o cadáver a José, que retirou o corpo da cruz (Mc 15,42).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias




Sétima Dor - Maria deposita Jesus no Sepulcro
Os discípulos tiraram o corpo de Jesus e envolveram em faixas de linho com aromas, conforme é o costume de sepultar dos judeus. Havia perto do local, onde fora crucificado, um jardim, e no jardim um sepulcro novo onde ninguém ainda fora depositado. Foi ali que puseram Jesus (Jo 19,40-42a).
1 Pai Nosso; 7 Ave Marias

 
  

Ladainha de Nossa Senhora das Dores

Senhor, tende piedade de nós. (repete-se) 
Jesus Cristo, tende piedade de nós.
Senhor, tende piedade de nós.
Jesus Cristo, ouvi-nos.
Jesus Cristo, atendei-nos.
Deus Pai, que estais nos Céus.
Tende Piedade de Nós
Deus Filho, Redentor do Mundo.
Tende Piedade de Nós
Espírito Santo Paráclito.
Tende Piedade de Nós
Trindade Santa, Deus uno e Trino.
Tende Piedade de Nós
Mãe de Jesus crucificado.
rogai por nós.
Mãe do Coração Traspassado.
rogai por nós.
Mãe do Cristo Redentor.
rogai por nós.
Mãe dos discípulos de Jesus.
rogai por nós.
Mãe dos redimidos.
rogai por nós.
Mãe dos viventes.
rogai por nós.
Virgem obediente.
rogai por nós.
Virgem oferente.
rogai por nós.
Virgem fiel.
rogai por nós.
Virgem do silêncio.
rogai por nós.
Virgem da espera.
rogai por nós.
Virgem da Páscoa.
rogai por nós.
Virgem da Ressurreição.
rogai por nós.
Mulher que sofreu o exílio.
rogai por nós.
Mulher forte.
rogai por nós.
Mulher corajosa.
rogai por nós.
Mulher do sofrimento.
rogai por nós.
Mulher da Nova Aliança.
rogai por nós.
Mulher da Esperança.
rogai por nós.
Nova Eva.
rogai por nós.
Colaboradora na salvação.
rogai por nós.
Serva da reconciliação.
rogai por nós.
Defesa dos inocentes.
rogai por nós.
Coragem dos perseguidos.
rogai por nós.
Fortaleza dos oprimidos.
rogai por nós.
Esperança dos pecadores.
rogai por nós.
Consolação dos aflitos.
rogai por nós.
Refúgio dos marginalizados.
rogai por nós.
Conforto dos exilados.
rogai por nós.
Sustento dos fracos.
rogai por nós.
Alívio dos enfermos.
rogai por nós.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo.
perdoai-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo.
ouvi-nos, Senhor.
Cordeiro de Deus, que tirais o pecado do mundo.
tende piedade de nós.
D- Rogai por nós, Santa Mãe de Deus,
R- Para que sejamos dignos das promessas de Cristo.
Amém.
Oração
Ó Deus, por vosso admirável desígnio, dispusestes prolongar a Paixão do vosso Filho, também nas infinitas cruzes da humanidade.
Nós Vos pedimos: assim com quisestes que ao pé da Cruz do Vosso Filho, estivesse Sua Mãe, da mesma forma, à imitação da Virgem Maria, possamos estar sempre ao lado dos nossos irmãos que sofrem, levando amor e consolo.
Por Cristo, nosso Senhor. Amém.

Exibições: 532

© 2020   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço