Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Informação

IMITAÇÃO DE CRISTO

"Sede santos porque Eu Sou Santo" Lv 11,44

Imitação de Cristo é uma obra da literatura devocional, de autor anônimo, publicada no século XV. Seu texto é um auxiliar à oração e às práticas devocionais pessoais. Alguns o consideram um dos maiores tratados de moral cristã. A obra é atribuida ao padre alemão Tomás de Kempis, já que dos 66 manuscritos 60 trazem a assinatura de Tomás de Kempis, na mais respeitada cópia, conhecida como Kempense, escrita em 1441.

 Tomás de Kempis, também conhecido como Tomás de Kempen, Thomas Hemerken, Thomas à Kempis, ou Thomas von Kempen (Kempen, Renânia, 1379 ou 1380 - 25 de julho de 1471, mosteiro de Saint Agnetenberg, Zwolle), foi um monge e escritor místico alemão. São-lhe atribuidas cerca de 40 obras, o que o torna o maior representante da literatura devocional moderna. Um dos textos que lhe são atribuídos é o Imitação de Cristo, obra de inegável influência no cristianismo.

BAIXE O LIVRO AQUI

Membros: 18
Última atividade: 30 Jul

)

Fórum de discussão

1. Da imitação de Cristo e desprezo de todas as vaidades do mundo - áudio

Iniciado por Regina Maria. Última resposta de Cristina Maria Gomes Moura 23 Fev, 2016. 1 Resposta

I. AVISOS ÚTEIS PARA A VIDA ESPIRITUAL 1. Da imitação de Cristo e desprezo de todas as vaidades do mundo Quem me…Continuar

2. Do humilde sentir de si mesmo

Iniciado por Regina Maria 26 Ago, 2015. 0 Respostas

2. Do humilde sentir de si mesmo Todo homem tem desejo natural de saber; mas que aproveitará a ciência, sem o temor de Deus? Melhor é, por certo, o humilde camponês que serve a Deus, do que o…Continuar

Imitação de Cristo

Iniciado por vanderli fernandes brajato. Última resposta de Antonio Jose Nunes da Silva 25 Maio, 2015. 1 Resposta

                                       Livro Terceiro                                                                   capítulo 18  Como, a exemplo de Cristo, se hâo de sofrer com igualdade de ânimo…Continuar

Imitação de Cristo

Iniciado por vanderli fernandes brajato 12 Abr, 2012. 0 Respostas

                                                                                                                                                            capítulo 10                      Imitação…Continuar

Caixa de Recados

Comentar

Você precisa ser um membro de IMITAÇÃO DE CRISTO para adicionar comentários!

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 8 julho 2016 às 4:13

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 19 junho 2016 às 16:46

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 14 maio 2016 às 14:41

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 2 maio 2016 às 14:43

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 2 maio 2016 às 14:42

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 14 fevereiro 2016 às 14:51

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 17 janeiro 2016 às 8:17

A MISERICÓRDIA DE DEUS

”DESEJO QUE O MUNDO TODO CONHEÇA A MINHA MISERICÓRDIA”

(Diário, 687) (Palavras de Jesus Cristo do Diário de santa Irmã Faustina). 



Ler mais: http://www.nadateespante.com/espa%C3%A7o-devocional-/a-misericordia...

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 10 outubro 2015 às 6:47

Fonte: retirado do livro “Confessai-vos bem” do Rev. Pe. Luiz Chiavarino

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 10 outubro 2015 às 6:46

Comentário de Antonio Jose Nunes da Silva em 10 outubro 2015 às 6:45

Conheça uma visão de Santa Teresa: veja o grande perigo que é a Confissão mal feita.

Santa Teresa d'Ávila viu em uma visão: as almas daqueles que se confessavam mal sofriam no Inferno.

Continuação do post: Qual a principal causa da perdição da alma? Leia aqui para descobrir:

.

Discípulo. — Mas não há exagero nisso?

Mestre. — Exagero nenhum, e nem sou eu quem o diz: afirmam-nos os Santos que melhor conhecem as almas e viu-o Santa Teresa em uma visão.

Estava a Santa rezando, quando, de repente abrem-se diante dos seus olhos uma voragem profunda, cheia de fogo e de chamas; e nesse abismo precipitam-se com abundância, como neve no inverno, as pobres almas perdidas.

… são as confissões mal feitas o motivo pelo qual tantas pessoas perdem suas almas e vão para o inferno!…

Assustada, a Santa levanta os olhos ao céu e: — Meu Deus, exclama, meu Deus!

O que é que eu estou vendo? Quem são elas, quem são todas essasalmas que se perdem? Com certeza devem ser as almas dos pobres infiéis.

— Não, Teresa, não! Responde o Senhor. As almas que neste momento vês precipitarem-se no inferno com o meu consentimento, são, todas elas, almas de cristãos como tu.

— Mas então devem ser almas de pessoas que não acreditavam, que não praticavam a Religião, que não freqüentavam os Sacramentos!

— Não, Teresa, não! Fica sabendo que essas almas pertencem todas a cristãos batizados como tu, e, que, como tu, eram crentes e praticantes…

— Mas se assim é, naturalmente essa gente nunca se confessou, nem mesmo na hora da morte…

— No entanto, são almas que se confessavam, e confessaram-se também antes de morrer…

— Por qual motivo então, ó meu Deus, são elas condenadas?

— São condenadas porque se confessaram mal…

Vai Teresa, conta a todos esta visão e recomenda aos Bispos e Sacerdotes que nunca se cansem de pregar sobre a importância da confissão e contra as confissões mal feitas, afim de que os meus amados cristãos não transformem “o remédio em veneno;

Afim de que não se sirvam mal desse sacramento, que é o sacramento da misericórdia e do perdão.”

D. — Pobre Jesus!… São assim tão numerosas as confissões mal feitas?

M. — S. Afonso, S. Felipe Néri, S. Leonardo de Porto Maurício, afirmam unanimemente que, infelizmente, o número das confissões mal feitas é incalculável.

Eles, que passaram à vida no confessionário e à cabeceira dos moribundos, sabem dizer a pura verdade.

E nós que erramos, de terra em terra, pregando exercícios e missões, somos obrigados a afirmar a mesma coisa.

O célebre Padre Sarnelli, na sua obra “O mundo santificado” exclama:

“Infelizmente são incalculáveis as almas que fazem confissões sacrílegas: s

 

Membros (18)

 
 
 

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço