Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

A MINHA MÃE

Sou filho de uma rosa

Nasci como ela na Primavera

Num jardim mais ao lado

Onde um cravo a quizera.

Depois de tanto tempo passado

Sementes de amor jà semea-mos

Então escolhida a boa terra

Tantas flores jà nòs contamos.

 

Muitos são os botõezinhos

Até espalhados por continentes

Perfumando outros lares

Com belezas diferentes.

Ai se aquela roseira pudera

Ver as raìzes de seus carinhos

Que alegram a nossa gente

Copiando os seus cantares!

 

Cânticos ao amor verdadeiro

Cujo éco atravessa fronteiras

Até se abrigarem no outeiro

Daquela região do litoral.

Terna mãe que meu pai escolheu

Como foi lindo o teu caminho

Apesar de agora ambos no céu

Vossa beleza brilha além Portugal.

 

Minha mãe minha rosa

Avòzinha dos meus cravos

Santa do meu lar

Que acolhe minhas flores.

 

Minhas flores meus netinhos

Completam aquele jardim

Que a minha rosa-mãe

Começara por bem um dia!

 

Também jà tenho marias

Com botõezinhos a crescer

Assim vivo neste bem

Muito alegre é o meu viver!

 

Não escuto sua voz minha mãe

Mas meu coração sim

Assim està perto de nòs

Todos os amores do nosso jardim!

 

Exibições: 44

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Regina Sylvia em 3 maio 2011 às 18:07
Que lindo!

© 2018   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço