Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Dia de Finados - orações pelas Almas do Purgatório

Em todo o mundo, a Igreja Católica celebra o dia de Finados em 2 de novembro. Nessa data, missas são celebradas em cemitérios e nas paróquias, especialmente na intenção dos falecidos. 

Participar desta celebração é um ato de gratidão, caridade e uma consequência da fé. Este é um dia em que nós nos lembramos daqueles que estão na presença de Deus. Para nós, que temos fé, a morte não tem a palavra final. A palavra final pertence à vida, porque o Senhor ressuscitou.

Aos que visitam o cemitério e rezam pelos mortos, a Igreja concede indulgência plenária. "Uma vez que os fiéis defuntos, em vias de purificação, também são membros da mesma comunhão dos santos, nós podemos ajudá-los, entre outros modos, obtendo para eles indulgências, de modo que sejam libertos das penas temporais devidas por seus pecados", recorda o Catecismo da Igreja Católica (CIC).

Da mesma maneira que os familiares costumam, em datas especiais, lembrar e orar pelos seus mortos, a Igreja, que acredita na comunhão dos santos, não se esgota na realidade daqueles que caminham neste mundo, mas se estende àqueles que estão na casa do Pai. O corpo de Cristo é a Igreja, não somente constituída da Igreja militante, que são os que caminham, mas também da Igreja Triunfante, que insere os que estão no céu, e da Igreja padecente, que se constitui dos que ainda aguardam a manifestação gloriosa do Senhor.

O costume de orar pelos mortos é uma realidade desde os primeiros tempos do cristianismo e foi conservado pelas comunidades cristãs. A criação da data deve-se a santo Odilon, que supôs que, do mesmo modo que havia um dia para a celebração de todos os santos, devia também haver um dia dedicado à celebração de todos os fiéis falecidos.

Tudo indica que a escolha do 02 de novembro, dia seguinte à comemoração de Todos os Santos, foi feita levando-se em conta que os mortos que não estavam colocados na lista dos santos canonizados tinham  também a necessidade de orações. A Igreja oficializou a celebração em 1311 e, em 1915, Bento XV estendeu a solenidade a toda a Igreja.

ORAÇÃO PELOS FALECIDOS

Ó Deus, que pela morte e Ressurreição de vosso Filhos Jesus Cristo nos revelastes o enigma da morte, acalmastes nossas angústias e fizestes florescer a semente da eternidade que vós mesmo plantastes em nós:
Concedei aos vossos filhos e filhas já falecidos a paz definitiva da vossa presença.
Enxugai as lágrimas dos nossos olhos e dai-nos a todos a alegria da esperança na Ressurreição prometida.
Isto vos pedimos, por Jesus Cristo vosso Filho, na unidade do Espírito Santo.
Que todos aqueles que buscaram o Senhor com o coração sincero e que morreram na esperança da Ressurreição descansem em paz.
Amém.

PAI NOSSO DAS ALMAS DO PURGATÓRIO

Santuário Mariano de Einsiendeln

Um dia em que Santa Matilde havia acabado de comungar e oferecer a Deus a Hóstia Preciosíssima, a fim de que Ela servisse para a libertação das almas do Purgatório, com a remissão de seus pecados e a reparação de suas negligências, ouviu o Senhor dizer-lhe:

“Reze por elas um Pai Nosso em união com a intenção que eu tive, ao tirá-lo do Meu Coração, a fim de ensiná-lo aos homens”.

E quando Santa Matilde acabou de rezar o Pai Nosso nessas intenções, ela viu uma grande multidão de almas, rendendo graças a Deus pela sua libertação do Purgatório, numa alegria extrema. A cada vez que a Santa rezava essa oração, via uma legião de almas subindo para o Céu.

O pedido da récita desta oração foi repetido a uma senhora suíça em 1968, no Santuário Mariano de Einsiedeln.

Socorramos as pobres almas do Purgatório, que nada podem para si mesmas, a não ser sofrer, esperando pelos nossos sufrágios, rezar por nós e serem gratas.

(uma versão deste Pai Nosso acrescenta uma jaculatória após cada trecho da oração)

 

PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU… Eu vo-lo peço, ó Pai Eterno, que perdoeis às almas do Purgatório por não Vos terem amado, nem rendido toda a honra que Vos é devida a Vós, seu Senhor e Pai, que só por pura graça as adotastes como filhas. E elas, no entanto, por causa de seus pecados, Vos expulsaram de seu coração onde desejáveis sempre habitar. Em reparação desses pecados por elas cometidos, eu Vos ofereço todo o amor e toda a veneração que o Vosso Filho feito Homem Vos testemunhou ao longo de toda a Sua vida terrestre, e eu Vos ofereço todas as ações de penitência e de satisfação pelas quais Ele apagou e expiou os pecados dos homens.

SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME… Eu Vos suplico, ó Eterno PAI, que perdoeis às almas do Purgatório, por não terem honrado dignamente o Vosso Santo Nome, por terem-No pronunciado freqüentemente em vão e terem-se tornado, pela sua vida de pecado, indignas do nome de cristão. Em reparação desses pecados por elas cometidos, eu Vos ofereço toda a honra que o Vosso Filho bem-amado rendeu ao Vosso Nome, por Suas palavras e obras, ao longo de toda a Sua vida terrestre.

VENHA A NÓS O VOSSO REINO… Eu Vos rogo, ó Eterno PAI, perdoar as almas do Purgatório, por não terem sempre procurado nem desejado o Vosso Reino com bastante zelo, este Reino que é o único lugar onde reinam o verdadeiro repouso e a eterna PAZ. Em reparação desta indiferença em praticar o bem, eu Vos ofereço o Santíssimo desejo com o qual o Vosso Filho desejou que, também elas, fossem as herdeiras do Seu REINO.

SEJA FEITA A VOSSA VONTADE ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU… Eu Vos rogo, ó Eterno PAI, que perdoeis às almas do Purgatório por não terem submetido a sua vontade própria à Vossa, nem terem procurado fazer a Vossa Vontade acima de todas as coisas. Em reparação dessa desobediência, eu Vos ofereço a perfeita conformidade do Coração pleno de Amor do Vosso Divino Filho, com a Vossa Santa Vontade, e a submissão que Vos testemunhou, obedecendo-Vos até à morte de cruz.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE… Eu Vos rogo ó Eterno PAI, perdoar às almas do Purgatório por não terem recebido a SAGRADA COMUNHÃO com bastante desejo, por terem-Na freqüentemente recebido sem recolhimento e sem amor, até mesmo indignamente, e ainda terem negligenciado em recebê-La. Em reparação de todos esses pecados, eu Vos ofereço a eminente Santidade e o grande Recolhimento de Nosso Senhor JESUS CRISTO, assim como o ardente AMOR com que Ele nos fez este incomparável Dom.
Eu Vos rogo ainda por aquelas almas que comungaram sem fé, sem gesto de adoração, não cuidando das migalhas da Hóstia, com roupas indecentes ou até provocadoras, sem terem se confessado, com pecados mortais. Eu Vos rogo, igualmente, pelas almas dos protestantes que rejeitaram este Augusto Sacramento, e agora o lamentam no meio das chamas. Compadecei-Vos delas, suscitando em mim, em seu lugar, a Fome Eucarística.

PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS, ASSIM COMO NÓS PERDOAMOS A QUEM NOS TÊM OFENDIDO… Eu Vos rogo, ó Eterno Pai, perdoar às almas do Purgatório, de terem se tornado culpadas, sucumbindo aos pecados mortais e por não terem querido nem amar nem perdoar a seus inimigos. Em reparação desses pecados, eu Vos ofereço a oração cheia de amor que, na cruz, o Vosso Divino Filho Vos dirigiu em favor de Seus inimigos.

NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO… Eu Vos rogo, ó Eterno Pai, perdoar as almas do Purgatório, por não terem freqüentemente resistido às tentações e às paixões e seguido o inimigo de todo o Bem,  e de terem-se abandonado às concupiscências da carne. Em reparação de todos estes pecados em suas múltiplas formas dos quais se tornaram culpadas, eu Vos ofereço a gloriosa Vitória que Nosso Senhor Jesus Cristo obteve sobre o mundo, assim como a Sua Santíssima Vida, Seu trabalho e Suas penas, Seu sofrimento e morte crudelíssima.

MAS LIVRAI-NOS DO MAL e de todos os castigos, em virtude dos méritos de Vosso Filho bem-amado, e conduzi-nos, assim como as almas do Purgatório, ao Vosso Reino de Glória que sois Vós mesmo. AMÉM!

 

Extraído do folheto “O Pai Nosso das Almas do Purgatório”
Pedidos: Editora da Divina Misericórdia
Rua Campinas, 475
Esplanada
Belo Horizonte-MG
30280-090

ORAÇÃO DIÁRIA PELAS ALMAS

Oração para o domingo

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que, pelo precioso sangue que vosso Filho derramou no horto, livreis as almas do purgatório e, em especial, as que estão mais esquecidas, conduzindo-as ao descanso eterno para que ali vos louvem e bendigam eternamente. Amém.

Oração para a segunda-feira

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que pelo precioso sangue que vosso santíssimo Filho derramou na sua flagelação, livreis as almas do purgatório e, em especial, as que estão próximas do Céu, para que comecem a louvar-vos e bendizer-vos eternamente. Amém.

Oração para a terça-feira

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que, pelo precioso sangue que vosso santíssimo Filho derramou na sua coroação de espinhos, livreis as almas do purgatório e, em especial, a que teria de ser a última a sair desse lugar de tormentos, para que desde já comece a louvar-vos e bendizer-vos eternamente no céu. Amém.

Oração para a quarta-feira

Senhor Deus onipotente, suplico-vos que, pelo precioso sangue que vosso santíssimo Filho derramou nas ruas de Jerusalém, quando ia com a cruz às costas, livreis as almas do purgatório e, em especial, as mais ricas em méritos, para que, do excelso trono de glória que as espera, vos louvem e bendigam eternamente. Amém.

Oração para a quinta-feira

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que, pelo santíssimo corpo e preciosíssimo sangue que vosso divino Filho, na noite de sua Paixão, deu em comida e bebida a seus apóstolos e deixou a toda Igreja em sacrifício perpétuo e salutar alimento dos fiéis, livreis as almas do purgatório e, em especial, a mais devota deste mistério de amor, para que, por ele, vos louve com o vosso divino Filho e com o Espírito Santo na eterna glória. Amém.

Oração para a sexta-feira

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que, pelo precioso sangue que vosso santíssimo Filho derramou na cruz, especialmente de seus sacratíssimos pés e mãos, livreis as almas do purgatório e, em particular, aquelas por quem tenho maior obrigação de pedir, para que não estejam sofrendo por minha culpa, nem impedidas de louvar-vos e bendizer-vos eternamente. Amém.

Oração para o sábado

Senhor e Deus onipotente, suplico-vos que, pelo precioso sangue que correu do sagrado lado de vosso santíssimo Filho, em presença e com grande dor de sua Santíssima Mãe, livreis as almas do purgatório e, em especial, a que foi mais devota desta Senhora, para que em breve vos entoe cânticos de louvor pelos séculos dos séculos. Amém.

http://rosariopermanente.leiame.net/devocoes/almas/oracoes-diarias-...

Como ajudar as almas?

1. oração.
É o meio mais fácil, acessível a todos, sem exigência de lugar ou horário. Mesmo durante nosso trabalho, nada impede que elevemos nosso pensamento a Deus e façamos uma breve oração pelos mortos.

2. esmola.
A esmola, dada na intenção das almas, beneficia três pessoas: o necessitado que a recebe, a pessoa que a dá, e as almas em cuja intenção se dá.

3. mortificação.
Pequenas renúncias, como: privar-se de uma sobremesa, reter um olhar inútil de curiosidade, evitar uma palavra desnecessária, ter paciência com uma pessoa inoportuna, suportar o frio ou calor sem reclamar, etc.

4. indulgências.
Indulgência é a remissão, diante de Deus, da pena temporal devida pelos pecados já perdoados quanto à culpa (perdão alcançado quando o fiel, nas devidas disposições de contrição, recorre ao Sacramento da Confissão).
A indulgência é parcial ou plenária, conforme liberta, em parte ou no todo, da pena temporal devida pelos pecados.
Qualquer fiel pode lucrar indulgências parciais ou plenárias para si mesmo ou aplicá-las aos defuntos como sufrágio. Vejamos como é simples:
Muitas devoções nos alcançam indulgências parciais (antigamente indicadas por dias), como por exemplo a jaculatória: “Jesus, Maria, eu Vos amo, salvai almas!”. Além disso, há três situações em que recebemos indulgência parcial:

- quando, no cumprimento de nossos deveres e na tolerância das aflições da vida, erguemos o espírito a Deus com humilde confiança, acrescentando alguma piedosa invocação, mesmo que só em pensamento;

- quando, levados pelo espírito de fé, com coração misericordioso, dispomos de nós mesmos e de nossos bens no serviço dos irmãos que sofrem falta do necessário;

- quando nos abstemos de coisa lícita e agradável, em espírito espontâneo de penitência.

Outras práticas nos oferecem indulgências plenárias (só se ganha uma indulgência plenária por dia):

- adoração ao Santíssimo Sacramento por pelo menos meia hora;

- leitura espiritual da Sagrada Escritura ao menos por meia hora;

- piedoso exercício da Via Sacra;

- recitação do rosário de Nossa Senhora na igreja, oratório, na família, na comunidade religiosa, ou em associação piedosa com outras pessoas.

Há também indulgências aplicáveis somente aos defuntos, que se conseguem na primeira semana de novembro, que é o mês das Almas.

Guia nº4 da Devoção à Divina Misericórdia

Indulgências de Finados

indulgência plenária pode ser lucrada em todas as igrejas, do meio dia do dia 1° até o fim do dia 2 de novembro: exige confissão (válida até 20 dias antes ou depois), estado de graça, receber a comunhão; total desapego ao pecado, mesmo venial. Rezar o Pai Nosso e o Credo pela visita à igreja e uma oração à escolha do fiel pelo Santo Padre Bento XVI. Se faltar algum destes requisitos a indulgência será somente parcial. É sempre pelas almas do Purgatório que a Igreja concede as indulgências de Finados.

Pela visita ao cemitério, também se lucra indulgência plenária do dia 1º a 8 de novembro. Em vigor todas as determinações acima, menos o rezar o Pai-Nosso e o Credo, orações essas substituídas por qualquer outra oração pelos defuntos, mesmo que mentalmente.

5. Santa Missa.
É a ação mais preciosa da Igreja; ela é, substancialmente o mesmo sacrifício da Cruz, diferente apenas no modo da oferta, que é incruenta. O valor da missa é, em si mesmo, infinito, porém seus efeitos são aplicados a nós na medida de nossas disposições internas. Quanto às penas temporais que devem ser expiadas após o perdão dos pecados, são perdoados por virtude da santa missa, ao menos parcialmente, se não totalmente: a Santa Missa abre os tesouros da Divina Misericórdia em favor dos pecadores.

adaptado do livro Purgatório

http://rosariopermanente.leiame.net/devocoes/almas/almas.html

Exibições: 1702

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Roberto Ferraz Silveira Junior em 2 novembro 2017 às 7:50

Eternamente grato!

Comentário de Roseane Valle em 3 novembro 2013 às 19:19

Grata Regina

Comentário de Ana Maria Garcia de Figueiredo em 3 novembro 2013 às 0:30

     Grata pele mensagem e orientação! " Dai-lhes,Senhor,o descanso eterno. E a LUZ perpétua as ilumine! Descansem em paz. Amém."

Comentário de rosimeire sirqueira doss santos em 2 novembro 2013 às 16:57

muita grata...

Comentário de Eloi Lorente Gallego em 2 novembro 2013 às 13:52

Muito linda esta homenagem!

Comentário de Eunice Chagas em 2 novembro 2013 às 1:09

Obrigada pela Mensagem de ensinamento. Bjs.de Luz.

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço