Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Evangelho do dia - DIA 7 DE NOVEMBRO - QUINTA-FEIRA

Evangelho (Lucas 15,1-10)
Aleluia, aleluia, aleluia. 
Vinde a mim, todos vós que estais cansados, e descanso eu vos darei, diz o Senhor (Mt 11,28). 

Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo segundo Lucas. 
15 1 Aproximavam-se de Jesus os publicanos e os pecadores para ouvi-lo. 
2 Os fariseus e os escribas murmuravam: "Este homem recebe e come com pessoas de má vida!" 
3 Então lhes propôs a seguinte parábola: 
4 "Quem de vós que, tendo cem ovelhas e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto e vai em busca da que se perdeu, até encontrá-la? 
5 E depois de encontrá-la, a põe nos ombros, cheio de júbilo, 
6 e, voltando para casa, reúne os amigos e vizinhos, dizendo-lhes: ‘Regozijai-vos comigo, achei a minha ovelha que se havia perdido’. 
7 Digo-vos que assim haverá maior júbilo no céu por um só pecador que fizer penitência do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento. 
8 Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas e perdendo uma delas, não acende a lâmpada, varre a casa e a busca diligentemente, até encontrá-la? 
9 E tendo-a encontrado, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: ‘Regozijai-vos comigo, achei a dracma que tinha perdido’. 
10 Digo-vos que haverá júbilo entre os anjos de Deus por um só pecador que se arrependa".
Palavra da Salvação.
Comentário ao Evangelho
AO ENCONTRO DOS PECADORES
A pedagogia de Jesus, no trato com a humanidade, foi aprendida diretamente do Pai. Este quer ter junto de si todos os seus filhos. Quanto mais distantes estiverem, tanto mais Deus desejará atrai-los com o seu amor. No coração do Pai não há lugar para o ressentimento, o desejo de castigar, o fechamento para o perdão. Tudo nele é amor, compreensão, esquecimento das ofensas recebidas, disposição para acolher e recomeçar.
Foi assim que Jesus tratou todas as pessoas. De modo particular, os pecadores e as vítimas da marginalização social foram objeto de sua acolhida carinhosa. Recusando a se tornar juiz deles, buscava fazer-se próximo, de modo a mostrar-lhes o quanto eram amados pelo Pai. Acolhendo-os e pondo-se à mesa com eles, quebrava um tabu social de segregação a que estavam relegados, revelando-lhes a dignidade de seres humanos. Indo ao encontro deles, manifestava-lhes o propósito divino de não rejeitá-los e seu anseio de fazê-los voltar à casa paterna. Alegrando-se com a sua conversão e disposição a fazer penitência, revelava a confiança do Pai na capacidade do ser humano renunciar ao seu mau caminho para reinserir-se nos caminhos de Deus.
Os adversários olhavam com suspeita para o modo como Jesus tratava os pecadores. Só nutriam o desejo de que fossem punidos por Deus e votados à condenação eterna. Nada mais incompatível com os ideais de Jesus!

Exibições: 311

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de gevson teixeira de moura em 9 novembro 2013 às 19:57

Que aprendamos, através do santo evangelho de nosso senhor JESUS CRISTO, a amar uns aos outros, sem fazer qualquer distinção. Esse foi o maior exemplo de humildade que o pai nos ensinou.Assim seja!! Amém

Comentário de maria helena pio em 7 novembro 2013 às 15:15

PAZ E O AMOR DE MARIA ,EM SUA VIDA

 

Comentário de Ana Maria Garcia de Figueiredo em 7 novembro 2013 às 11:21

   

     Bonita essa passagem! Obrigada,Regina! Bom seria se a Igreja pudesse estudá-la com mais carinho  e a pusesse em prática!

Comentário de Eneida Alves Penna em 7 novembro 2013 às 9:17

Bom dia regina...meus muitos Grata para seus envios de Luz constantes.

Beijocas no seu coração

Comentário de Roberto Ferraz Silveira Junior em 7 novembro 2013 às 7:10

Muito Obrigado Fada San!

Comentário de MARIA ELISA em 7 novembro 2013 às 7:04

QUE JESUS NOS PROTEJA HOJE E SEMPRE COM SEU AMOR INCONDICIONAL. AMÉM

BEIJOS REGINA

© 2022   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço