Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Santa Faustina Kowalska diz: “Nestes dois últimos dias de carnaval, conheci um grande acúmulo de castigos e pecados. O Senhor deu-me a conhecer num instante os pecados do mundo inteiro cometidos nestes dias. Desfaleci de terror e, apesar de conhecer toda a profundeza da misericórdia divina, admirei-me que Deus permita que a humanidade exista” (Diário, 926).

Santa Margarida Maria Alacoque escreve: “Numa outra vez, no tempo de carnaval, apresentou-me, após a santa comunhão, sob a forma de Ecce Homo, carregando a cruz, todo coberto de chagas e ferimentos. O Sangue adorável corria de toda parte, dizendo com voz dolorosamente triste: Não haverá ninguém que tenha piedade de mim e queira compadecer-se e tomar parte na minha dor no lastimoso estado em que me põem os pecadores, sobretudo, agora?” (Escritos Espirituais).
São Francisco de Sales dizia: “O carnaval: tempo de minhas dores e aflições”. Naqueles dias, esse santo fazia o retiro espiritual para reparar as graves desordens e o procedimento licencioso de tantos cristãos.

São Vicente Ferrer dizia: “O carnaval é um tempo infelicíssimo, no qual os cristãos cometem pecados sobre pecados, e correm à rédea solta para a perdição”.

O Servo de Deus, João de Foligno, dava ao carnaval o nome de: “Colheita do diabo”.

Santa Catarina de Sena, referindo-se ao carnaval, exclamava entre soluços: “Oh! Que tempo diabólico!”

São Carlos Borromeu jamais podia compreender como os cristãos podiam conservar este perniciosíssimo costume do paganismo.

Santo Afonso Maria de Ligório escreve: “Não é sem razão mística que a Igreja propõe hoje à nossa meditação, Jesus Cristo predizendo a sua dolorosa Paixão. Deseja a nossa boa Mãe que nós, seus filhos, nos unamos a ela na compaixão de seu divino Esposo, e o consolemos com os nossos obséquios; porquanto, os pecadores, nestes dias mais do que em outros tempos, lhe renovam os ultrajes descritos no Evangelho. Nestes tristes dias os cristãos, e quiçá entre eles alguns dos mais favorecidos, trairão, como Judas, o seu divino Mestre e o entregarão nas mãos do demônio. Eles o trairão, já não às ocultas, senão nas praças e vias públicas, fazendo ostentação de sua traição! Eles o trairão, não por trinta dinheiros, mas por coisas mais vis ainda: pela satisfação de uma paixão, por um torpe prazer e por um divertimento momentâneo. Uma das baixezas mais infames que Jesus Cristo sofreu em sua Paixão, foi que os soldados lhe vendaram os olhos e, como se ele nada visse, o cobriram de escarros, e lhe deram bofetadas, dizendo: Profetiza agora, Cristo, quem te bateu? Ah, meu Senhor! Quantas vezes esses mesmos ignominiosos tormentos não Vos são de novo infligidos nestes dias de extravagância diabólica? Pessoas que se cobrem o rosto com uma máscara, como se Deus assim não pudesse reconhecê-las, não têm vergonha de vomitar em qualquer parte palavras obscenas, cantigas licenciosas, até blasfêmias execráveis contra o Santo Nome de Deus. Sim, pois se, segundo a palavra do Apóstolo, cada pecado é uma renovação da crucifixão do Filho de Deus. Nestes dias Jesus será crucificado centenas e milhares de vezes” (Meditações).

Santa Teresa dos Andes escreve: “Nestes três dias de carnaval tivemos o Santíssimo exposto desde a uma, mais ou menos, até pouco antes das 6 h. São dias de festa e ao mesmo tempo de tristeza. Podemos fazer tão pouco para reparar tanto pecado…” (Carta 162).

Exibições: 439

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de elem de paulo souza em 8 março 2014 às 23:54

O que temos a fazer é rezar...rezar....rezar e rezar.

E que Deus tenha misericórdia de todo seu povo.

Obrigada sempre Regina.

Bjs,

Élem

Comentário de luiza nazare barreto leite em 8 março 2014 às 7:47

Deus, através de seu Filho Jesus Cristo, que tudo vê e tudo sabe, nos deu o livre arbítrio para que cada um responda pelos seus atos. Rezemos por todos que ainda não puderam entender o que é melhor para eles e para o mundo! Obrigada Regina, por estar sempre nos mostrando o melhor caminho.

Comentário de Regina Maria em 5 março 2014 às 17:09

É...e as citações são de Santos dos tempos passados, se eles vissem o que acontece hoje, no Brasil, o que diriam?

Comentário de Rosilene Maria Côco em 5 março 2014 às 15:52

É muito triste ver tantos jovens, adultos e até pais de famílias levando seus filhos para o carnaval, incentivando desde cedo ao erro. Passei estes dias na praia para descansar pois eu ainda não havia tirado férias e fiquei apavorada ao caminhara nas ruas. Como a mulher pode querer ser respeitada se ela própria não se respeita. Ela é Templo do Espírito Santo e se comporta insanamente colocando toda a sensualidade do seu corpo exposto, tanto nas vestimentas quanto no tipo de dança que se envolvem. Crianças desde cedo são incentivadas a dançar com sensualidade músicas profanas, fank e outras mais, e os pais ainda acham engraçadinho. Fico a imaginar como Deus sofre por ver seus filhos tão perdidos. Deus não nos criou para orgias, bebedeiras, prostituição, dentre tantos outros caminhos errados que o mundo oferece. Deus nos criou para a sermos Santos, buscar a santidade. Infelizmente o que eu tenho a dizer àqueles que se entregam ao carnaval é que enquanto você se diverte, você faz o Coração de Cristo continuar sangrando e o demônio além de rir se aproveita da sua inocência, ou podemos chamar dizer do seu livre arbítrio, e aí vem tantos sofrimentos na sua vida e você chega até a se perguntar: mas será que Deus me abandou? NÃO. Você é que abandonou Ele, para fazer a vontade daquele que é e sempre será o pai da mentira, o enganador, o sedutor.  

Comentário de Elizabeth Pereira Teles em 5 março 2014 às 12:11

Senhor tende piedade de nós, infelizmente pecadores, mas, aprendendo com os sofrimentos  que os pecados nos proporcionam.

Comentário de Sylvia Regina Fernandes Braga em 5 março 2014 às 6:33

Realmente, ainda hoje, essas citações dos santos são tão atuais..não vejo alegria no Carnaval de hoje, mas muita compulsão por bebidas e perversão. na minha cidade interiorana o Carnaval perdeu muito de seu aspecto bucólico.Antigamente as pessoas se divertiam mais, a irreverência contagiava , alegrava os demais..

Comentário de Regina Coeli Coutinho em 4 março 2014 às 17:19

Piedade Senhor Jesus.Ensina-me a reparar durante esses quarenta dias próximos, os Teus sofrimentos pelos pecados cometidos durante o carnaval.Amém!

Comentário de NEUZA MARIA RIBEIRO em 4 março 2014 às 17:02

lindoooooooooooo.

© 2020   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço