Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

NOSSA SENHORA DE SAN NICOLAS - ARGENTINA

NOSSA SENHORA DE SAN NICOLAS - ARGENTINA

 

     UM  CHAMADO  DE  MARIA

 

Tudo começou em 1983, no dia 25 de setembro, data que, desde esse momento,  passou a ser um dia de festa .  A princípio ninguém soube de nada. 

Gladys Herminia Quiroga de Motta se encontrava em seu quarto, rezando o rosário.  A Virgem lhe apareceu, fazendo o gesto de entregar-lhe o seu terço. A aparição foi muito rápida, como uma espécie de anúncio.

Gladys (vidente desde aquele dia),  nasceu no dia 1º de julho de 1937.  É uma mulher do povo, simples como tantas outras.  Certamente teria preferido não ser centro de atenção.

Gladys vive nos arredores de San Nicolás, uma cidade de mais de 140.000 habitantes,  232 Km ao norte de Buenos Aires,  num bairro operário.  Sua casa se encontra em uma das ruazinhas transversais que desembocam em um terreno baldio conhecido  pelo nome de “O Campinho” às margens do rio Paraná. 

Gladys tem duas filhas e já faz tempo que é avó.  Seu marido é um operário metalúrgico que obteve a aposentadoria antecipada em 1989.

Antes de 25 de setembro de 1983,  Gladys nunca havia tido apariçòes, nem experimentado fenômenos extraordinários, religiosos ou de qualquer outra índole. Nada. Um único antecedente poderia ser mencionado: um dia antes da primeira  aparição, a 24 de setembro de 1983, viu que se iluminava o terço que havia pendurado no seu quarto. 

Alguns vizinhos também o viram; aí começou a rezar o terço, primeiro  com eles e depois sozinha.  E assim estava quando se produziu a primeira  aparição. 
 

Gladys era uma cristã como muitas outras,  uma mulher normal, sólida, realista e otimista.  O primeiro encontro a tomou de surpresa, sem perturbála. Não se assustou, já que reconheceu logo a Virgem com o Menino, de traços clássicos e familiares,  transfigurados nesse dia por uma luz viva. 

 Gladys é uma mulher simples.  Disse que não tinha o costume de escrever.  Esteve na escola primária até o 4º ano somente.  Desde então nunca mais redigiu nada, fazendo uso da escrita apenas para ajudar as suas filhas no colégio ou para suas anotações particulares; nunca havia escrito uma carta.

 


PRIMEIRA   APARIÇÃO

Entretanto, pouco depois da primeira aparição, sentiu necessidade de deixar um  testemunho escrito sobre o acontecimento que, de repente, mudou a sua vida: um encontro sobrenatural e, ao mesmo tempo, tão natural e vivificante com essa maravilhosa Mãe.

Um sacerdote se referiu a esse dia como “o começo do triunfo de Maria”.

 


MAIS  APARIÇÕES

No dia 28 de setembro, seu coração  começou a vibrar e a encher-se de gozo. E diz que novamente a Virgem lhe apareceu, vestida de azul, com o Menino nos braços, dando-lhe o terço.

Gladys se perguntava: qual será o motivo destas aparições?  Na próxima vez, pensou, vou perguntar a Ela.

No dia 7 de outubro, festa do Rosário, Gladys sentiu o anúncio interior que já havia aprendido a reconhecer.  Como de costume, fechou os olhos instintivamente: viu uma luz e, depois, nessa luz, a mesma aparição, real e cheia de vida, sustentando em suas mãos um rosário grande.  
Gladys escreveu:

“Eu a vi a lhe perguntei o que esperava de nós.  Neste instante a imagem se nublou e apareceu a visão de um Templo, pelo que compreendi que  Maria Santíssima queria estar entre nós”.

A Virgem nào respondeu com palavras, mas com a imagem profética da capela que desejava: sua morada no meio das nossas, como Deus tinha, antigamente, sua tenda entre os Hebreus.

Até este momento Ela nunca havia falado.  Gladys continuou pensando nessa primeira imagem simbólica.

 


PRIMEIRAS  PALAVRAS  DA VIRGEM

Na segunda-feira, 13 de outubro (dia em que se recorda a última aparição da Virgem de Fátima) produziu-se a sexta aparição.  A Virgem falou pela primeira vez:

“Foste cumpridora.  Não tenhas medo, vem me ver.  Caminharás pela minha mão e percorrerás muitos caminhos”.

A Virgem acrescenta, pela primeira vez, uma referência bíblica: Ezequiel 2, 4-10.  Gladys deverá buscar uma Bíblia e aprender a situar o texto indicado. Este é severo.  O Senhor se queixa de maneira forte, do seu povo rebelde:

“São homens obstinados e de coração  endurecido”.

Convida-nos a fazer um exame de consciência.  Merecemos nós as mesmas repreensões?

A Virgem levou Gladys às Escrituras: a palabra de Deus que ilumina qualquer outra palavra.

Desde o dia 27 de novembro de 1983  Gladys tem visões diárias e recebe mensagens a menudo. 

Em 1992 foram publicadas mais de 1800 mensagens. com Imprimatur e Nihil obstat de Mons. Castagna

A Virgem pede a Gladys que fale com o Bispo.

 


UM  RAIO  DE  LUZ

Na noite de 24 de novembro Gladys se dirigiu com um grupo de pessoas ao lugar que Maria escolhera para construir o seu templo e, ao mesmo tempo que lhes mostrava o lugar onde a via, um intenso raio de luz caiu  sobre o mesmo, parecendo sumir no chão.  Uma menina de 9 anos também viu esse raio de luz. No dia seguinte, 25, a Virgem disse a Gladys:

“O Espírito Santo  te guía; deves obedecer; este lugar foi escolhido para minha morada; tudo fica em vossas mãos”.

A Virgem pede um novo santuário, que permaneça como um signo mais da sua presença.

No dia 4 de janeiro de 1984, pouco mais de três meses depois da primeira aparição, um raio de luz ilumina, pela segunda vez, o ponto exato que chegará a ser, com o tempo, o umbral do santuário marcado, hoje, por uma pedra.  No dia 22 de maio a Virgem dá mais pormenores:

“Vossa Mãe vos pede uma morada.  Não quero esplendores, quero uma casa espaçosa”.

No primeiro aniversario das aparições (25 de setembro de 1984), a Virgem recomenda que se inicie a construção que tanto deseja.  É um “leitmotiv” que se repete sem cessa.

 



  
  

 

A  IMAGEM

O Padre Pérez, reitor da catedral e confessor de Gladys, quis verificar se a imagem de Nossa Senhora do Rosario, que por longo tempo havia estado na Catedral e se encontrava, agora, estragada no campanário, coincidia com a descrição de Gladys. Mandou chamar a vidente e a levou ao campanário. 

Gladys reconheceu imediatamente a imagem da aparição . . . ainda que sem a mão e sem o terço.  Nesse mesmo instante a Virgem lhe apareceu diante da imagem e lhe disse:

“Fui abandonada, mas ressuscitei; coloque-me aí para que me vejas tal qual sou”.  Quero estar às margens do Paraná.  Fica firme. Aí viste minha luz.  Que tuas forças não desfaleçam.  Glória ao Deus Altíssimo”.

Ela deixará, então,  a Catedral, seu lugar de origem, para estar ao alcance de um público mais amplo, para o bem da Diocese e de toda a Argentina.

O Padre Pérez mandou reparar a imagem e colocou em suas mãos e nas de seu Filho um rosário novo.  Começou, então,  um constante desfile na Catedral, ante a imagem da Padroeira.  Milhares de órfãos se encontraram com sua Mãe a a visitaram com grande alegria.

 
 

O  BISPO  PEREGRINO

Mons.Domingo Salvador Castagna

Em 25 de março de 1986, o Bispo de San Nicolás participou, pela primeira vez, da cerimônia mensal à qual comparecem tantos peregrinos fervorosos.  As procissões a San Nicolás se sucedem, de mês em mês, em lembrança do dia da primeira aparição, ou seja, no dia 25 de cada mês. Nove dias antes, se inicia uma novena, cuja intenção é indicada pelas mensagens.  Para terminar a novena, se faz uma procissão, acompanhada de missa, que reúne 100.000 pessoas ou mais, especialmente a 25 de setembro.

 



  
  

 

ACOLHIDA   DO   EPISCOPADO ARGENTINO

Mons.Mario L.B.Maulión


 

Monseñor Castagna informou sobre as aparições da Virgem à Conferência Episcopal em  duas oportunidades.  A Conferência mostrou quanto a isso uma verdadeira abertura;  muitos bispos haviam comprovado em suas próprias dioceses os excelentes frutos das mesmas.

 



  
  

 

DIFUNDIR  A   MENSAGEM

A Virgem nos convida a difundir,  amplamente, a mensagem.

“Não descanseis em vosso caminho; deveis pregar noite e dia.”  “Pela graça de Deus, minhas palavras percorrem o mundo.  Pela graça de Deus, podeis receber minhas bençãos”.

 


NAS   PEGADAS   DA   FÁTIMA

A mensagem profética de Maria segue as pegadas das  aparições de Fátima, que se deram de 13 de maio a 13 de outubro de 1917.  Em San Nicolás, Maria inicia sua mensagem a 13 de outubro, aniversário da última aparição de Fátima.

Esse sincronismo resalta o alcance histórico e profético das aparições;  a Virgem continua prosseguindo, hoje em dia, o mesmo objetivo que, já naquela época, expressara em Portugal:

“Meu  Coração  triunfará.”

A 13 de maio de 1989, aniversario da primeira aparição de Fátima, a Virgem diz explicitamente: 
 

“Minha filha, como outrora em Fátima, estas são novamente minhas visitas à terra, ainda que mais freqüentes e prolongadas, já que a humanidade vive momentos dramáticos. 
Sería que o homem não comprendeu, ainda, que deve estar ao serviço de Deus?  Sua alma perecerá,  se recusar a fazê-lo. Muitos corações não aceitam meu convite à oração, à conversão; é por isso que a obra do demônio cresce e se expande.  Meus filhos: por meio da oração e da conversão, retornareis a Deus;  que Ele não encontre aridez no vosso coração”.   (Nº 1655)

 



¿ALCANCE  LOCAL  OU  UNIVERSAL?

As aparições são numerosas hoje em dia.  Esta multiplicidade mesma nos leva a pensar que a maioria das aparições e dos fenômenos sobrenaturais têm alcance local, somente;   a descentralização das aparições evita longas viagens aos cristãos, já que a Virgem bate a sua porta.  Que será de San Nicolás?  Terá o Santuário vocação  diocesana, nacional, latinoamericana ou mundial? 
 

· Já começam a vir peregrinos de países limítrofes, e também de outros países mais longínquos..

· As próprias  mensagens parecem dirigir-se não somente à Argentina, mas também ao mundo inteiro.

As aparições são  um estímulo para a fé, e, sobretudo, para a ESPERANÇA.

Os dons de Deus desconcertam as   previsões e a sabedoria dos homens.   Deus decidirá, valendo-se do critério dos fiéis e do julgamento do bispo.

 


UMA  OFERENDA  À  VIRGEM

René Laurentin, sacerdote francês, nascido em 1917, insigne teólogo, periodista e um dos mais importantes mariologistas do nosso tempo, escreveu numerosas obras de mariologia das quais foram publicadas mais de cem.

Além dos estudos de mariologia, se distingue,  também, por suas obras sobre eclesiologia.  Entre elas merece especial menção a obra monumental sobre Lourdes, em que dedicou sete volumes à historia das aparições;  três ao estudo das palavras de Bernadette e, finalmente, dois em que que descreve a vida da vidente. 
 

René Laurentin visitou varias vezes San Nicolas e escreveu um livro sobre as aparições:  “Um Chamado de Maria na Argentina;  São Nicolás: Aparições Assumidas Pastoralmente pela Igreja.  Uma Renovação que Ultrapassa os Límites da Argentina”.

Na dedicatoria  desse livro disse: “Este livro é uma oferenda à Virgem. Que Ela mesma inspire os leitores.  As aparições são propostas de amor.  Cada qual deverá interrogar-se com total liberdade se o chamado da Virgem lhe está dirigido e em que medida pode ser transformado em fonte de vida para si ou para outros”. 

“Depois de muito hesitar, e com profunda humildade, me atrevo a apresentar um primeiro estudo dessa iniciativa celestial.  As mensagens, a torrente de graças, as orações, conversões, curas e outros sinais que brotam de San Nicolás me sobrepassam.  Mil vezes recomeço o trabalho nesse esquema.  Futuramente, os teólogos encontrarão muito por descobrir noste presente do céu”. 

“Desejo que este primeiro ensaio possa transmitir o essencial, no seu nível divino de claridade e coerência, sem  cair em complicações, já que se trata de um fenômeno eminentemente popular, destinado ao povo de Deus”.

AS MENSAGENS
 



A mensagem de San Nicolas não é uma obra literária ou teológica. São palavras de vida, palavras de Mãe.

“Não se pode viver sem rezar diariamente ao nosso Pai do Céu, nem tampouco se pode viver com ódios e rancores. Pedi ao Senhor tudo quanto necessitais; Ele ouve aos que lhe pedem com fé. Lede São Tiago 1, 2-12.” (21-12-83, PM 56).

“A humanidade toda está contaminada, não sabe o que quer, e esta é uma oportunidade para o maligno; entretanto, não sairá vencedor; Cristo ganhará a grande batalha, minha filha, não vos deixeis surpreender, deveis estar alertas” (27-12-83, nº 1).

“Neste momento a humanidade toda está pendente de um fio; se este fio se rompe, muitos ficarão sem a salvação. Por isso, apelo para vossa reflexão: apressai-vos, porque o tempo é curto; não haverá lugar para os atrasados” (8-1-84, nº 5).

“Rezai o Santo Rosário para que o Senhor veja que com ele vai, também, vossa conversão. O Sagrado Coração de Jesus vos dará abundantes bênçãos” (18-1-84, nº 25).

“Olhai para o sol nascente e vereis nascer um novo dia. Que haja em vós fé e esperança. E que, em cada manhá cresça em vós o desejo de ser verdadeiros filhos de Deus. Não permitais que Ele afaste de vós o Seu rosto. Confiai nele. Lede Isaias 6,9 e 65, 17-19”. (25-1-84, nº 30).

“O Senhor está revelando, por meio das mensagens e das Sagradas Escrituras, o que espera dos homens. Não lhe fecheis as portas, entregai-vos a Jesus como Ele se entregou por vós. Dá a conhecer o que te dou. Aquele que queira acreditar, que acredite; o que queira ouvir que ouça. Amém. Lede 2 Samuel 23, 2-7”. (27-1-84, nº 32).

“Em todos os lugares do mundo onde foram transmitidas minhas mensagens, parece que a pregação foi no deserto, não houve a resposta que Deus quer. Por isso o teu povo foi escolhido. Prega, para que os teus irmãos respondam ao chamado do Senhor, nosso Deus. Amém”. (18-2-84, nº 55).

“Peço-vos que rezem, porque rezando estarão perto de Deus. Deixai que Ele penetre em vossa vida e sereis salvos para sempre. Amém. (21-3-84, nº 89)

“Meus filhos, muitas vezes vos sentireis ameaçados: não temais; não passará disso; são somente ameaças. Vossa Mãe vos diz: jamais hesiteis nas coisas de Deus” (23-7-84, nº 220).

“Sois continuamente atacados pelo maligno, mas o repelireis; assim perderá sua força e se consumirá. Sede prudentes, e ele não vos derribará. No Senhor encontrareis a força” (10-10-84, nº 321).

“Esta cidade cresceu na fé, mas deve crer mais ainda, deve ser um modelo de cristandade”. (13-10-84, nº 325).

Vejo um rio, que é nosso rio, e uma canoa que parece uma arca. A Virgem me diz: “Eu sou a Âncora. Lancei amarras aquí. Eu sou a Arca que quer levar os filhos ao Senhor” (14-10-84, nº 327).

“Minha Casa será vossa Casa, o lugar de paz que todo cristão necessita. Será como um remanso de águas tranqüilas, onde vos podereis saciar do amor de Deus. Amém. Amém”. (27-12-84, nº 425).

“As rebeldias que vejo no mundo são atrozes, minha filha; sinto verdadeira compaixão por todos os que estão separados de Deus. São órfãos de amor porque o repelem: seus pecados aumentam dia a dia, continuam procurando-os e cometendo-os” (17-1-85, nº 445).

“Meus queridos, estais vivendo vossa vida terrena com uma grande paz no coração. Eu lhes garanto que não voltareis atrás, porque Cristo está em vós. Filhos, continuai semeando. Glória a Deus”. (26-1-85, nº 456).

“Bendito o momento em que o Senhor escolheu este povo, e bendito porque o escolheu para que eu tenha minha Casa grande, que será de paz e sossego, lugar onde acolherei a milhares de filhos que virão em busca de amor. Assistirei aos enfermos, aos decaídos, a todo filho da grande familia de Deus, porque minha missão é cuidar do rebanho do Senhor. Glória a Deus! (2-2-85, nº 463).

“Filha: há, no teu povo, uma comovedora resposta ao Senhor; vejo um sincero arrependimento em muitos pecadores. A bondade de Deus se manifestará nesses corações e demonstrará que, a seu lado, não há sofrimento. Vejo que meus filhos são sensíveis, que vão rezar com devoção” (19-3-85, nº 503).

“Somente um coração mesquinho pode duvidar da presença de Deus neste lugar, somente uma alma empobrecida deixará de entender que a Arca está aquí, com espaço suficiente para os que quiserem entrar. O Senhor me reteve aquí, para que, desde aquí, chame a meus filhos e os receba. Amém. Amém”. (17-4-85, nº 531).

“Há paixões loucas por toda parte, meus filhos, porque a cegueira se apoderou de muita gente. O pecado é desmedido; o demônio quer possuir um total domínio sobre a terra, quer destruir. Mas Deus não quer vencidos, senão vencedores: vencei definitivamente a maldade que vos rodeia. Em Deus está a vitória. Lede Apocalipse 21, 6-8”. (2-6-85, nº 575).

“Que valor tem, para Deus, a oração! Não o podeis imaginar, meus filhos, por isso vos peço tanta oração! Rezai o Santo Rosário meditado. Eu garanto que vossas orações se elevarão como verdadeiro canto de amor ao Senhor. Glória ao Senhor.” (13-6-85, nº 585).

“O demônio age fortemente, não vos assusteis. Ataca sem pena, envolvendo tudo o que pode alcançar. Orai, pois a oração fortalece, sois chamados por Jesus Cristo para orar” (11-9-85, nº 666)

“Tua cidade é a cidade de Maria e será, para sempre, um lugar de encontro com Jesus e sua Mãe. Ninguém se interponha no meu caminho; aquele que quiser seguir ao Senhor, que me siga. Amém. Amém. (26-9-85, nº 682).

“A juventude está em permanente desequilíbrio e em perigo de completo desmoronamento. A maioria não constrói com base na verdade, porque não conhece a justiça, não ama a Deus. Os jovens de todo o mundo devem saber que Deus não impõe nada: Ele deseja estar com os homens. Há um ‘amanhecer’ que espera, uma porta por onde passarão os convidados do meu Pai, os eleitos do meu Pai” (14-12-85, nº 753) (Jesus)

“Minha filha, eu te disse uma vez que aquí renasceria a fé em Jesus e Maria. Daqui, convido o mundo a buscar a fonte vivificadora, a fonte de paz e de graças”. 
Quero curar os meus filhos dessa enfermidade que é o materialismo do qual muitos padecem. Quero ajudá-los a descobrir a Cristo, a amar a Cristo e dizer-lhes que Cristo prevalece sobre todas as coisas.” (26-1-86, nº 788).

“Este país se mantém ainda íntegro, comparado com outros países que estão corruptos, quase desfeitos espiritualmente. Nestes lugares, a mente da maioria das pessoas está dominada pelo malvado; aquí, sucede o contrário; é que a obra de Deus está produzindo frutos. Neste país, meus filhos se estão entregando a Deus e o mal não entra nunca onde Deus está”. (14-2-86, nº 801).

"Minha filha, que os teus irmãos saiban que as novenas que fazem alcançam conversões. As orações produzem frutos. Estes seriam muito mais abundantes se eles amassem verdadeiramente o Coração do meu Filho. Dar-se a Deus é amá-lo pura e exclusivamente. Amém. (18-4-86, nº 857).

“Repetidas vezes me dão golpes ao coração. E os sinto cada vez que Cristo Jesus é ofendido. O inimigo me está desafiando, sem pena; está tentando abertamente os meus filhos. É um combate entre a luz e as trevas; uma constante perseguição à minha querida Igreja” (22-5-86, nº 881).

“Filha minha predileta, tenho já três anos de vigílias contínuas, da uma estreita e real proximidade a todos os meus filhos. Recebe neste dia a bênção do Senhor. Com essa pedra fundamental, a Mãe de Cristo permanecerá para sempre ancorada aquí, junto aos seus queridos filhos, nesta bendita terra” (25-9-86, nº 976). (dia da colocação da pedra fundamental).

Gladys rezou pelo Papa. A Virgem assim o descreve, com seu amor de Mãe:

“Filha, ele é um filho pequeno que foi crescendo, e continua a fazê-lo, no Coração de Maria. Seu corpo frágil se robustece com a força do meu amor. Seu espírito, totalmente sadio, íntegro e puro, está entregue ao Senhor. João Paulo, humilde servo, tem o coração cheio de amor por todos e para todos. Leva em seus ombros a grande responsabilidade da Igreja e dos homens em geral; ele a apresenta diante de Cristo e a deixa em suas mãos. O mundo necesssita paz, o mundo necessita amor; Cristo o dá, Cristo o oferece. Amém”. (28-10-86, nº 1006).

“Oh! Meus pobres filhos! Poucos sois os que vos aprofundais em Cristo e muitos os que estais destruídos pelo pecado. Na realidade, este tempo é um precioso tempo que não deve ser desperdiçado, mas, sim, aproveitado. O Redentor está oferecendo ao mundo a maneira de enfrentar a morte, que é satanás. Está oferecendo-lhe, como fez, na cruz, a sua Mãe, medianeira de todas as graças. Meus filhos, meu Coração quer que vossa alma perdure pelos séculos dos séculos”. (5-1-87, nº 1066).

“Minha filha: há, nesse momento, uma grande necessidade de oração; o Santo Rosário será escutado, neste dia, pelo Senhor como se fosse a minha voz. A oração é um pedido meu e está dirigido a todos os povos. A oração debe nascer de um coração bem disposto; deve, também, ser freqüente e feita com amor. Que não seja nunca deixada de lado, já que a Mãe quer que, por ela, os filhos cheguem a Deus. É a arma que utiliza e com a qual consegue vencer o inimigo”. (6-6-87, nº 1192).

“Minha filha, como Auxílio dos Cristãos, quero salvar os meus filhos, pedindo-lhes que se convertam e que, depois, se consagrem ao meu Coração de Mãe. Responderei à sua consagração com a minha proteção”. (21-8-87, nº 1242).

“Minha querida filha, ¡como a juventude está tristemente perdida! O vício das drogas e a vida facil foram o panorama aberto aos jovens pelo maligno. O pecado, cometido de diversas maneiras, faz com que se afastem cada vez mais de Deus. Para reencontrar-se com Ele devem voltar os olhos à Mãe de Deus. Somente escutarão a voz do Senhor se se introduzirem no coração da Mãe. Não me escondo de ninguém; Ninguém, pois, se esconda de mim”. (21-9-87, nº 1262).

“Começou um tempo novo. Nasceu uma nova Esperança. Aferrai-vos a este Esperança”. (14-10-87, nº 1277).

A 21 de março de 1988, Gladys recebe uma ampla visão da conversão do mundo:

"Vejo a terra dividida em duas partes: uma delas representa dois terços e a outra, um terço, no qual vejo a Santíssima Virgem. Está com o menino Jesus e do seu peito saem raios de luz, que se dirigem à parte que representa os dois terços da terra. Depois me diz":

“Gladys, estás vendo o mundo semi-destruído. Estes raios de luz saem do meu Coração que quer salvar as almas. Meu Coração pode tudo, mas não pode nada se o coração não quer. Os meios de salvação são: a oração e a conversão”. (nº 1377).

“A vinda do Senhor é iminente, é, como diz a Escritura, ninguém sabe o dia nem a hora, mas acontecerá; e, certamente para essa hora, os cristãos devem estar preparados. Até as pedras o reconhecerão; é assim, minha filha, que esta Mãe quer dar a conhecer a Palavra de seu Filho”. (26-3-88, nº 1382).

“O Santuário, a casa da Mãe para os filhos. Lugar onde a Mãe congrega os filhos, para o encontro com o seu Filho, assim como onde o Filho se oferece na Santa Comunhão, por misericórdia do Pai. Jesus Eucaristia, profundíssima comunicação entre Deus e o homem; poderosíssimo Amor de Deus ao homem e pelo homem. No Santuário, onde Maria Mãe do Cristo espera os seus filhos, que herdeu desde a Cruz; é no Santuário que Maria atua sobre as almas, para o bem delas”. (27-4-88, nº 1400).

“Filha, reza por todos os jovens do mundo; têm necessidade da ajuda divina, já que pesa sobre eles uma ameaça mortal. A droga é, na verdade, um gravíssimo perigo para a juventude. Muitos jovens, neste momento, estão sendo escravos de satanás, da maneira mais cruel. Deus não quer nem escravos, nem seduzidos. Quer almas que tenham fé na vida que não se acaba, fé em Cristo Jesus Salvador das almas” 
(14-6-88, nº 1441).

“Orai pela Santa Igreja. Meu coração está ferido porque a atacam freqüentemente. Dia a dia sua luz é obscurecida. Como Mãe da Igreja, sofro uma dor angustiante. Meus sofrimentos estão unidos aos do Papa, porque sua pena é minha pena. A intensíssima luz de Cristo ressurgirá, pois assim como no calvario, depois da Crucifixão e morte veio a Ressurreição, a Igreja também renascerá, pela força do amor. Amém”. (10-7-88, nº 1460)

“Reze, minha filha, por todas as crianças do mundo. Por aqueles a quem falta o pão, pelos que estão privados de amor, e sobretudo, da Palavra de Deus. Aquele que é compassivo com uma criança, é compassivo com Deus. O que dá amor a uma criança, o dá a Deus. O que da a conhecer a Palavra de Deus à uma criança é, verdadeiramente, filho de Deus” (7-8-88, nº 1481).

“Gladys, muitos estão sendo, hoje, seduzidos perigosamente pelo maligno. Eu digo a estes filhos: não veis que a escuridão está em vós? Não veis que vos está envolvendo? Não sejais vítimas de tão tremendo prejuízo; não vivais confundidos e temerosos; confiai-vos ao Coração de Jesus, já que, por meio Dele sereis salvos. Seja seu caminho o vosso caminho. Amém”, (22-8-88, nº 1495).

“...Meus filhos devem saber que os chamo à consagração, porque, sendo consagrados ao meu Coração, pertencem à Mãe e ao Filho. Minha luz suprirá toda escuridão e ajudará os meus filhos a transitar pelo caminho que o Senhor estabeleceu”. (13-10-88, nº 1534).

“O inimigo foi atacado; seu fim está próximo, e está usando a fraqueza humana, o orgulho, como último recurso. Mas eu o vencerei, e já comecei a vencê-lo. O mundo deve saber que a Mãe de Cristo triunfará sobre satanás, porque junto a Ela estarão os humildes de Seu Filho” (17-2-89, nº 1609).

“Meus filhos: nas grandes cidades do mundo se sente o ateísmo e a total indiferença a Deus. O maligno subiu como uma efervescência, cobrindo com sua maldade os espíritos fracos e dominando-os. O Senhor envia sua mensagem de alerta” (28-2-89, nº 1616).

“Meus amados filhos: eis que estou entre vós! Enquanto alguns habitam em sua propria desolação, outros habitarão na Casa da Mãe do Salvador. Aquí está o Templo para o povo de Deus; aquí se enraizará profundamente o amor a Cristo e a Maria. Minha casa será morada para os que se consideram filhos de Deus. Alegrai-vos, pois, daqui os abençoarei. Aleluia!”. (19-3-89, nº 1626). (dia em que se inaugura a primeira parte da construção do templo, e em que se transfere a imagem).

“Orai com amor cristão e vossa oração será atendida. Orai e estareis acompanhando o meu coração de Mãe”. (20-3-89, nº 1628).

“Minha filha, são os pobres que, em seu sofrimento, chegam ao meu Coração. Os tristes e desamparados, os marginalizados, todos eles afligem ao meu coração de Mãe. Na oração descobrireis a Mãe que permanece a espera de seus filhos. Orai e não vós aparteis de Deus”. (6-6-89, nº 1688)

“A droga é um grave perigo para os jovens, porque os leva a viver na mais completa imoralidade. O desconhecimento de Deus faz com que a alma mergulhe nas trevas. Ë por isso que cada vez devem ser mais numerosos os filhos que conheçam o Evangelho, que desejem ser salvos pelo Salvador, o Cristo Jesus. A salvação deve ser amplamente pregada; é necessário que assim seja” (17-9-89, nº 1709).

“Meus filhos, eu vos peço oração, porque uma alma que não ora vai baixando no amor de Deus. Não se pode pretender agradar a Deus, longe dele. Quero oração e conversão dos corações”. (23-9-89, nº 1714).

“Gladys, reza por todos os meus filhos extraviados; reza para que cada coração deixe entrar o amor do meu Filho. Reza para que cesse a rebeldia”. (3-10-89, nº 1725).

“Filha, o Templo é proteção de Deus para seus filhos; aí se vai para prestar culto ao Senhor e pedir pela saúde física e um espírito firme, cimentado na fé. O Templo é proteção de Deus para aqueles que vivem na terra e aspiram ao Céu”. (7-10-89, nº 1728).

“Outrora, o mundo foi salvo por meio da Arca de Noé; hoje, a Arca é a minha Mãe. Por intermédio dela se salvarão as almas, porque Ela as atrairá a Mim”. (30-12-89, nº 1778).

 

 


 

 

veja também

Imagem da Virgem do Rosário de San Nicolas chora sangue em Avellaneda, na Argentina

 

Comentar

Você precisa ser um membro de Aparições e Sinais de Maria pelo Mundo para adicionar comentários!

Comentário de Roseane Valle em 16 março 2013 às 18:44

Que a Virgem Maria nossa Mãe proteja sempre seus filhos!!

Paz para todos nós!!

Comentário de MARIA ELISA em 15 março 2013 às 16:15

QUE A VIRGEM DO ROSÁRIO DE SAN NICOLAS NOS ABENÇÕE COM PAZ ENTRE A HUMANIDADE. SIGAMOS SEU EXEMPLO DE LUZ E AMOR. ASSIM SEJA

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço