Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

 

1. Todo homem tem desejo natural de saber; mas que aproveitará a ciência, sem o temor de Deus? Melhor é, por certo, o humilde camponês que serve a Deus, do que o filósofo soberbo que observa o curso dos astros mas se descuida de si mesmo. Aquele que se conhece bem despreza-se e não se compraz em humanos louvores. Se eu soubesse quanto há no mundo, porém me faltasse a caridade, de que me serviria isso perante Deus, que me há de julgar segundo minhas obras?

 

2. Renuncia ao desordenado desejo de saber, porque nele há muita distração e ilusão. Os letrados gostam de ser vistos e tidos por sábios. Muitas coisas há cujo conhecimento pouco ou nada aproveita à alma. E mui insensato é quem de outras coisas se ocupa e não das que tocam à sua salvação. As muitas palavras não satisfazem à alma, mas uma palavra boa refrigera o espírito e uma consciência pura inspira grande confiança em Deus.

 

3. Quanto mais e melhor souberes, tanto mais rigorosamente serás julgado, se com isso não viveres mais santamente. Não te desvaneças, pois, com qualquer arte ou conhecimento que recebeste. Se te parece que sabes e entendes bem muitas coisas, lembra-te que é muito mais o que ignoras. Não te presumas de alta sabedoria (Rom 11,20); antes, confessa a tua ignorância. Como tu queres a alguém preferir-te, quando se acham muitos mais doutos do que tu e mais versados na lei? Se queres saber e aprender coisa útil, deseja ser desconhecido e tido por nada.

 

4. Não há melhor e mais útil estudo que conhecer-se perfeitamente e desprezar-se a si mesmo. Ter-se por nada e pensar sempre bem e favoravelmente dos outros, prova é de grande sabedoria e perfeição. Ainda quando vejas alguém pecar publicamente ou cometer faltas graves, nem por isso te deves julgar melhor, pois não sabes quanto tempo poderás perseverar no bem. Nós todos somos fracos mas a ninguém deves considerar mais fraco que a ti mesmo.

Exibições: 138

Respostas a este tópico

Oração de Santo Inácio de Loyola

 

Tomai Senhor e recebe

Toda a minha liberdade

A minha memória também

O meu entendimento

E toda a minha vontade.

Tudo o que tenho e possuo,

Vós me deste com amor.undo

Todos os dons que me deste,

com gratidão vos devolvo.

Disponde deles Senhor,

Segundo a vossa vontade

Dai-me somente vosso amor, vossa graça

Isto me basta

Nada mais quero pedir

Amém!

 

Sr Jorge, somente temas relacionados a Imitação de Cristo devem ser postados.

Se o senhor  CRÊ que DEUS e diabo são equivalentes apenas porque leu de um canalizador francês que está "na moda", procure um grupo onde outros compartilhem dessa crença, aqui não é para isso.

RSS

© 2021   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço