Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Nem sei exatamente há quantos anos eu não celebrava a Páscoa...

Neste ano, sem programar nada, fui sentindo a mudança em meu interior...aquela vontade de ficar só, de orar muito e meditar na minha capelinha. Comecei então a fazer orações pela manhã, a tarde, a noite e durante todo o dia minha mente fazia a invocação do Nome de Jesus: “Nosso Senhor Jesus Cristo, Filho de Deus, tende piedade de mim...”

Consegui um rosário ortodoxo que passei a orar nele, muitas vezes ao dia.

Passei a viver momentos de grande união com Jesus Misericordioso e principalmente Jesus Crucificado.

Um dia, em uma das orações, ouvi claramente na Alma que deveria procurar um sacerdote, fazer uma boa confissão e participar da comunhão eucarística. Assim fiz.

E quando entramos na Quaresma comecei a participar ativamente, propondo-me a viver o deserto e encarando os “meus demônios”. Foi um período forte e de lutas.

Eu estava ansiosa para que chegasse a Páscoa!

E chegou.

Fui para a Igreja bem cedo para conseguir um bom lugar e assim foi.

Do meu lado, sentou-se um senhor, irmão do Santíssimo que não encontrou lugar entre os seus companheiros. Ele iria participar da celebração de pé e cheguei para o lado para que ele pudesse sentar ao meu lado.

Quando a celebração começou, com todas as luzes da Igreja apagadas e aos poucos as luzes das veles se acendendo, eu já comecei a me sentir “emocionada”. O Padre, um indiano de Kerala, começou então a cantar  o início da Missa, me transportando ainda mais para um outro estado, acima do emocional normal. Era como se minha Alma se elevasse...e a cada leitura, salmo, etc. mais eu sentia que algo estava mudando. E mudou mesmo...

 

Meus queridos, o que vivi ali na Igreja não foi nada “desse mundo”, dessa dimensão!!! A celebração da Páscoa que acontecia ali começou a transcender o lugar, a Igreja material e eu me senti tomada por uma alegria tão sobrenatural pela Presença de Cristo Ressuscitado que eu achava que meu corpo humano não poderia conter!

Enquanto um lado meu procurava se controlar, uma sensação maravilhosa invadia o meu ser. Nem sei se a palavra é “sensação”, é algo mais além...como um êxtase espiritual. Não sei...

Então, quando o Sacerdote iniciou a leitura do Evangelho, com todas as luzes acesas, eu então caí em prantos! Copiosas lágrimas de intensa alegria caíam de minha face, como um explosão de luz, e tamanha era a força em mim que ajoelhei-me para poder chorar mais! Ao meu lado, o irmão do Santíssimo, notando minha “anormalidade”, começou a orar em línguas, bem baixinho, e durante a homilia, que não ouvi quase nada (apenas o final) ele orou em línguas, para mim.

Tudo que eu via na Igreja era LUZ, plena LUZ, pura LUZ.

Então, no meio do meu peito, no coração, senti uma pressão muito forte, como um circulo de força, e pensei...”pronto, vou morrer agora! Devo estar tendo um enfarte!

Então, ao mesmo tempo em que procurava me entregar para todo aquele momento de Luz, um lado meu se preocupou, achando que ia morrer!!!

Fui respirando fundo...inspirando...expirando...e chorando...até que na parte das Oferendas eu já estava no meu “estado normal”.

Na comunhão, eu me senti revestida de Cristo.

Tudo que eu senti, eram também instruções sem palavras, sem frases, que me diziam *“que esta experiência não é nem 1% do que está reservado para nós, além desta vida.”

  • que quando nos limpamos de nossos pecados (erros, falhas, ilusões,apegos,orgulho,etc) e nos abrimos para a Graça, nós nos refinamos, somos lapidados pelo Amor de Cristo.
  • E que tudo aquilo era muito Real!!!!

 

Ainda agora, relatando para vocês a minha experiência, sinto vontade de chorar.

Na hora pensei em todos os buscadores, meus amigos, familiares, irmãos, os trabalhadores da Luz. Eu sentia vontade de abraçar todo mundo, de dizer para todos que eu os amava! Precisei me conter muito por lá...

 

Bom...este é o relato da minha Vigília da Páscoa.

Não dá para resistir a Jesus, o Cristo! Ele é o AMOR IRRESISTÍVEL.

 

Feliz Páscoa, meus amados!

Alegria sempre!

 

 

 

 

Exibições: 544

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Eneida Alves Penna em 10 abril 2012 às 9:27

Fadinha.......

Você é muito Abençoada.

Desejo que este extase seja permanente em sua vida e que se estenda aos que estão ligADOS a este grupo.

Felicidades

Comentário de Marcelo Mattos Gonçalves em 8 abril 2012 às 23:37

Maravilhoso, realmente, Fada! Muito obrigado por dividir essa experiência! É, também, uma forma de nos lembrar: Quanto temos ainda que aprender, que nos pacificar, nos purificar... quanto temos ainda que aprender para APRENDER A AMAR COMO ELE NOS AMA! 

UM FORTE ABRAÇO!

Comentário de vanderli fernandes brajato em 8 abril 2012 às 21:29

 

   Que lindo Regina, na minha paróquia o padre é africano, foi maravilhoso também, principalmente quando foi aceso o Círio Pascal,é aquela vela enorme que fica perto da pia batismal, que é acesa quando há batismo,ela dura um ano ,só é trocada na páscoa do ano que vem.

   Aqui na igreja que freqüento é Paróquia de São Francisco de Assis,a missa nesse domingo foi muito tocante, onde cantamos Glórias já Jesus Ressucitado, e a palavra que mais me tocou foi "Faça-se a Luz", pois é com a Luz que tudo é possível, a vida, acomunicação, o conhecimento,a realidade, a verdade.

   Com a Luz, o mal se esconde, e nós com a Ressureição de Cristo, somos a própria Luz.

                                                       Jesus Ressucitou e a prova é você.

Comentário de Rosangela de Azevedo Caminha em 8 abril 2012 às 19:38

Feliz páscoa Fada San achei emocionante a sua experiência de páscoa parabéns !

E que DEUS nos abençoe a todos.

Comentário de celia fernandes barros em 8 abril 2012 às 19:11

A Fadinha que emoção ler o seu relato, maravilhosa deve ter sido essa sua experiência e vivencia, grata por compartilhar e bjs de luz para vc

Comentário de ana leticia gouveia vieira em 8 abril 2012 às 19:08

Parabéns pela experiência Divina!!!!!

Comentário de Dulcinea manara iatauro em 8 abril 2012 às 19:08

Obrigada por compartilhar.

© 2021   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço