Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Há quatro anos, meu caminho tem sido coalhado de espinhos. Na verdade, o ano de 2007 reservou-me a ingrata surpresa de uma traição q avassalou minha vida e a de meus filhos. 

Era dia 20 de dezembro, quase Natal, e eu fiquei sabendo da verdade q me tiraria o chão para sempre. Como nada é por acaso, meu irmão mais novo acabara de compor uma música, e, no dia 25, pegou seu inseparável violão e tocou-a para mim: "Não Faça Uma Mulher Chorar" (https://www.youtube.com/watch?v=PfMSKZvEc8I). Ele, meu amor, q eu elegera aos pés de Deus como companheiro para seguir comigo para sempre, estava do lado, e, sem esperar, percebeu a barbaridade q fizera contra mim. Mas, percebeu apenas na pele, como vento a passar rapidamente, sem deixar qualquer impressão q o fizesse compreender a gravidade do seu ato.

Sofremos juntos, meus filhos e eu. Unimo-nos na dor imensa. Chorávamos dia e noite, minhas duas crianças me consolando com a pureza do amor q os caracteriza até hoje.

Os anos se passaram lentos, tristes, com a sombra do q ele fez definitivamente instalada em nosso lar. Não havia arrependimento naquele coração empedernido, apenas a escora do poder e da vaidade a sustentar um espírito soberbo e profundamente orgulhoso.

Apeguei-me a Deus. Profundamente. Coloquei-me no colo de Minha Mãe Maria, deixei-me cobrir por seu Manto Sagrado de Luz e lá fiquei, a fim de tirar as forças necessárias para continuar de pé e sustentar meus filhinhos, q sofriam o estremecimento das bases da família q construí com tanto amor e tanta dedicação.

Assim foi, veio o ano de 2010. Pressentimentos, mentiras, faltas, o orgulho q só aumentava, a vaidade q se envaidecia cd vez mais.

2011 chegou. As teias da falsidade e da traição mostraram q, desde há muito, já estavam novamente sendo tecidas. Os meses, agora, se arrastavam. Meu amor permanecia inabalável. Amor q é amor permanece inabalável pela vida afora. Meus olhos e meu coração mantinham-se ligados à Minha Mãe Única e Amorosa. Eu me encolhia em seu colo sempre e sempre, deixando-me afagar por Suas mãos de Bondade única. Imaginava Seu olhar terno em mim a me confortar, e eu orava, orava por proteção e coragem. Meu sofrimento maior: o sofrimento dos meus filhos.

Afinal, no início de 2012, aquele q ainda era meu marido tirou a aliança de seu dedo, q um dia eu colocara com amor inesgotável e a esperança do até q a morte nos separasse. Deixou-me, deixou os filhos, jogou-nos no abandono e na solidão, para viver com quem há muito tempo fazia parte de sua vida, q, por sua vez, desmontou a própria família, abandonando o marido q estava em tratamento de séria doença, e deixando aéreos quatro filhos inocentes e ignorantes do egoísmo q os rodeava.

A dor era lancinante. Senti como se espinhos da infame coroa de Cristo atravessassem, um a um, a minha alma e meu coração...e o coração de meus filhos. Uni-me em sentimento àquela família q também fora devastada.

Caindo, caindo... ia caindo, e segurava nas mãos de Deus. Eu não podia sucumbir. Eu precisava me manter viva por meus filhos, mesmo q, por dentro, eu estivesse já sem vida. E Deus me mantinha na caminhada. Nosso Senhor Jesus Cristo, incansável, quantas vezes tem me carregado em seu braços, quando meus pés destroçados sangram a não poder mais.

Quase três anos se passaram, e, se hoje permaneço viva, devo ao amor e entendimento de meus filhos e ao Amor Supremo de minha Sagrada Família. 

Temos tomado conhecimento de tramas horríveis e muito tristes, temos sofrido chantagens, mas, procurando nos apegar à oração e vigilância constante, minha família tem lutado por se manter no equilíbrio. Deus é Pai de Sabedoria Infinita e Justiça Perfeita a nos pedir paciência extrema. Cristo Amado é Mestre a nos guiar incessantemente, para q não nos percamos de amargura e dor no meio da jornada. Nossa Senhora Maria é Mãe Amantíssima, q não nos desampara um instante sequer e intercede por nós em todas as nossas rogativas. 

O sofrimento tem nos mostrado q nossos valores espirituais são os eternamente corretos, q devem nortear nossas atitudes e nossos pensamentos. Minhas lágrimas não param, meu coração pede redenção, minha alma implora por libertação e paz. Mas sabemos q o caminho q deve ser trilhado é o caminho estreito, penoso e coberto de sacrifícios, mas o único q leva à Morada de Nosso Pai. O caminho largo deve ser deixado para os q encontram no comportamento leviano, espúrio e materialista sua realização de vida.

Como disse minha filha hoje, "Mãe, eu não quero sofrer pelos erros q eu cometer com os outros, porque eu não quero errar com os outros. Prefiro sofrer pelos erros q os outros cometerem comigo". Nosso pensamento, realmente, é q sejamos a vítima, e nunca o algoz. Para aquela, está destinado um mundo de Luz e Glórias Eternas. Para este, o infindável sofrer das trevas. Para aquela, em sua resignação muda e paciente, se descortinará a Felicidade Plena no Reino de Deus. Para este, restará apenas a infeliz certeza da passageira e ilusória felicidade terrena.

Hoje estou pensando mais ainda em Minha Mãe Maria e sentindo Sua presença Viva. A Mãe q cuida de mim, q me embala e me aquece, q seca minhas lágrimas insistentes e luta pela minha felicidade.

Eu vou conseguir. Eu vou vencer esta batalha tão difícil. Eu vou recomeçar a viver, por meus filhos, acima de tudo, e por mim. Deixando para trás o passado e todos q a ele pertencem e nos fizeram mal tão grande. Meus filhos e eu, esta nossa tão sagrada família, sob as bênçãos eternas de Nossa Sagrada Família. o

Rogo a Deus abençoe os meus irmãos e irmãs de vida, porque, na verdade, formamos todos, nesta Terra, uma grande família.

Exibições: 869

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Regina Maria em 12 novembro 2014 às 7:58

Mãe do Céu...abençoe a Raquel e sua família, abra os olhos de seu esposo!

© 2020   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço