Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Evangelho de 19/12/13 (Lc 1,5-25) - Que Deus cure a nossa incredulidade

Evangelho (Lc 1,5-25)

 

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

 

5Nos dias de Herodes, rei da Judeia, vivia um sacerdote chamado Zacarias, do grupo de Abia. Sua esposa era descendente de Aarão e chamava-se Isabel. 6Ambos eram justos diante de Deus e obedeciam fielmente a todos os mandamentos e ordens do Senhor. 7Não tinham filhos, porque Isabel era estéril, e os dois já eram de idade avançada.

8Em certa ocasião, Zacarias estava exercendo as funções sacerdotais no Templo, pois era a vez do seu grupo. 9Conforme o costume dos sacerdotes, ele foi sorteado para entrar no Santuário, e fazer a oferta do incenso. 10Toda a assembleia do povo estava do lado de fora rezando, enquanto o incenso estava sendo oferecido.

11Então apareceu-lhe o anjo do Senhor, de pé, à direita do altar do incenso. 12Ao vê-lo, Zacarias ficou perturbado e o temor apoderou-se dele. 13Mas o anjo disse: “Não tenhas medo, Zacarias, porque Deus ouviu tua súplica. Tua esposa, Isabel, vai ter

um filho, e tu lhe darás o nome de João. 14Tu ficarás alegre e feliz, e muita gente se alegrará com o nascimento do menino, 15porque ele vai ser grande diante do Senhor. Não beberá vinho nem bebida fermentada e, desde o ventre materno, ficará repleto do Espírito Santo. 16Ele reconduzirá muitos do povo de Israel ao Senhor seu Deus.17E há de caminhar à frente deles, com o espírito e o poder de Elias, a fim de converter os corações dos pais aos filhos, e os rebeldes à sabedoria dos justos, preparando para o Senhor um povo bem disposto”.

18Então Zacarias perguntou ao anjo: “Como terei certeza disto? Sou velho e minha mulher é de idade avançada”. 19O anjo respondeu-lhe: “Eu sou Gabriel. Estou sempre na presença de Deus, e fui enviado para dar-te esta boa notícia. 20Eis que ficarás mudo e não poderás falar, até o dia em que essas coisas acontecerem, porque não acreditaste nas minhas palavras, que se hão de cumprir no tempo certo”.

21O povo estava esperando Zacarias, e admirava-se com a demora no Santuário.22Quando saiu, não podia falar-lhes. E compreenderam que ele tinha tido uma visão no Santuário. Zacarias falava por sinais e continuava mudo.

23Depois que terminou seus dias de serviço no Santuário, Zacarias voltou para casa.24Algum tempo depois, sua esposa Isabel ficou grávida, e escondeu-se durante cinco meses. 25Ela dizia: “Eis o que o Senhor fez por mim, nos dias em que ele se dignou tirar-me da humilhação pública!”

— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

HOMILIA

Que Deus cure a nossa incredulidade, que Ele cure tudo aquilo que está manco e paralisado em nós por causa da nossa falta de fé.

“Não tenhas medo, Zacarias, porque Deus ouviu tua súplica. Tua esposa, Isabel, vai ter um filho, e tu lhe darás o nome de João” (Lc 1,13).

Estamos contemplando a ação de Deus na história dos homens, na história da nossa salvação. O anjo mesmo que aparece a Maria é o mesmo que aparece a Zacarias, anunciando que sua esposa, Isabel, estéril, também ficará grávida e conceberá e dará a luz aquele que será o precursor do Messias, Jesus, Nosso Salvador. 

Hoje, quero chamar a sua atenção para a pessoa de Zacarias, aquele que é o pai de João Batista. Zacarias era um homem de fé, era um sacerdote, servia no Templo do Senhor, mas, mesmo um homem de fé pode cair na incredulidade, na dúvida. Então a sua fé se torna estéril. Foi o que aconteceu com Zacarias, porque é o anjo do Senhor que está diante dele dizendo aquilo que Deus vai realizar na vida dele. Aquilo que Isabel suplicou por tantos anos, e que ele suplicou por tantos anos, na hora em que Deus concede a eles, Zacarias tem dúvida e faz seus questionamentos: “– Mas como eu vou ter certeza disto? Sou velho, minha mulher é de idade avançada!” 

Daí surgem os “porquês”, os questionamentos, os empecilhos humanos para que a obra de Deus se realize. A dúvida, a incerteza e a incredulidade nos lançam na mudez espiritual, e é o que acontece com Zacarias. Ele vai ficar mudo até que João Batista possa nascer, porque, uma vez mudo, ele não vai mais poder duvidar daquilo que Deus é capaz de fazer. 

Meus irmãos, quando contemplo hoje Zacarias mudo, contemplo, vejo e relembro todos nós, muitas vezes,  deficientes em tantas áreas da nossa vida: surdos, mudos, cegos, debilitados porque não acreditamos na ação de Deus no meio de nós. E mais do que não acreditar, colocamos dificuldades e empecilhos para que a obra de Deus aconteça. 

A esterilidade de Isabel, como a de tantas mulheres que têm dificuldades para gerar filhos, não é a maior das esterilidades. A maior delas é ser estéril na fé, é ter uma fé que não gera frutos, é ter uma fé que não tem obras concretas, é ter uma fé que apenas crê que Deus existe; mas não conhece o poder da mão d’Ele agindo em nosso meio. 

Que Deus cure a nossa incredulidade, que Ele cure tudo aquilo quem está manco e paralisado em nós por causa da nossa falta de fé. Senhor, como nós precisamos ter uma fé firme, uma fé convicta, mesmo diante dos abalos, das dificuldades, de tudo que possa acontecer em nossa vida! Que não desanimemos jamais! Que possamos dizer: Eu sei em quem depositei a minha fé, eu sei em quem depositei a minha confiança! 

Deus abençoe você!

Padre Roger

http://homilia.cancaonova.com/homilia/que-deus-cure-a-nossa-incredu...

Exibições: 679

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Roseane Valle em 7 maio 2014 às 19:27

Obrigada

Comentário de regina elaine mello em 20 dezembro 2013 às 16:41

Grata, Regina Maria!

Comentário de maria de lourdes de farias lima em 19 dezembro 2013 às 22:50

BOM DIA

          MEU  SANTISMO A TRAVÈS DESTA REFLEXÂO DO PADRE ROGER,POSSA A GRANDECER A MINHA FÈ.TI MARIA. 

Comentário de gevson teixeira de moura em 19 dezembro 2013 às 15:01

Meu Senhor e meu Deus, que através desta reflexão do Pe. Roger, eu possa engrandecer a minha fé em tí senhor, mim ensina Pai a entender as coisas da vida, o sofrimento, as dificuldades, mais a cima de tudo a ter fé, assim como a santíssima Isabel teve naquele tempo.Amém!!

© 2021   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço