Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

34º Semana Comum – Quinta-feira 28/11/13


Evangelho (Lc 21,20-28)

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, disse Jesus a seus discípulos: 20“Quando virdes Jerusalém cercada de exércitos, ficai sabendo que a sua destruição está próxima. 21Então, os que estiverem na Judeia, devem fugir para as montanhas; os que estiverem no meio da cidade, devem afastar-se; os que estiverem no campo, não entrem na cidade. 22Pois esses dias são de vingança, para que se cumpra tudo o que dizem as Escrituras.

23Infelizes das mulheres grávidas e daquelas que estiverem amamentando naqueles dias, pois haverá uma grande calamidade na terra e ira contra este povo. 24Serão mortos pela espada e levados presos para todas as nações, e Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete. 25Haverá sinais no sol, na lua e nas estrelas. Na terra, as nações ficarão angustiadas, com pavor do barulho do mar e das ondas. 26Os homens vão desmaiar de medo, só em pensar no que vai acontecer ao mundo, porque as forças do céu serão abaladas. 27Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória. 28Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

Jerusalém será pisada pelos infiéis... - Pe. Queiroz

28 de Novembro - Evangelho - Lc 21,20-28
Jerusalém será pisada pelos infiéis,
        
Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete.
Hoje, quarta quinta-feira de novembro, é o Dia Nacional de Ação de Graças. Estamos no final do ano litúrgico e quase no final também do ano civil; por isso queremos agradecer a Deus o ano que termina. Quantas graças recebemos dele! A vida, a saúde, a família, os amigos, a fé... Deus nos protegeu, estando ao nosso lado de manhã até a noite e em todos os dias do ano!
Deus provou que nos ama; vamos retribuir-lhe com amor também. “Que retribuirei ao Senhor por todo o bem que me deu?” (Sl 116,12). “Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo, que nos abençoou com toda bênção espiritual nos céus, em Cristo” (Ef 1,3).
No Evangelho de hoje, Jesus começa preparando os habitantes de Jerusalém para o momento da invasão do exército romano, que aconteceria trinta anos depois. Os que estiverem no campo não entrem na cidade. Pobres das mulheres grávidas e das que estão amamentando!
Os habitantes de Jerusalém “serão levados presos para todas as nações”. De fato, os romanos levaram milhares de judeus para Roma e outras cidades, como escravos.
E Jesus usa a destruição de Jerusalém e do Templo como um sinal do que acontecerá no final dos tempos. Mas ele acalma os seus discípulos, dizendo: “Quando estas coisas começarem a acontecer, levantai-vos e erguei a cabeça, porque a vossa libertação está próxima”.
Erguer a cabeça em sinal de vitória e de alegria. É como um preso que vê chegar alguém com a chave do presídio, a fim de soltá-lo. Ou como uma pessoa que está se afogando e vê chegar o salva-vidas.
Aquele dia será o fim de tudo o que os discípulos de Jesus detestam: Injustiças, mentiras, maldades... Os maus e os corruptos vão ver com quantos cincos se faz um dez, com quantos paus se faz uma canoa. Descobrirão que este mundo tem dono, e um dono poderoso, diante do qual todos os impérios e poderes são como um nada.
“Então eles verão o Filho do Homem, vindo numa nuvem com grande poder e glória.” Jesus veio a primeira vez com aparência de fraco, uma criança pobre deitada numa manjedoura. Mas foi uma fraqueza apenas aparente; ele é forte, fortíssimo.
Também o seu Reino, que está nas nossas mãos, é forte, fortíssimo, apesar de parecer fraco diante dos outros reinos e poderes do mundo. Basta ver a força desse Reino, ao ultrapassar os séculos. Diante de Jesus é a verdade e a justiça que valem. Quem segue outro caminho, um dia vai tremer de medo, como vara verde.
Jesus nos deixou todos os recursos para nos salvarmos, e vivermos eternamente com ele e com a sua Família no céu. Cabe a nós escolher.
Em várias passagens da Bíblia, a segunda vinda de Jesus é chamada de “Dia do Senhor”, mesmo nome que damos para o domingo. De fato, o domingo é para nós uma celebração antecipada da segunda vinda de Jesus.
Neste Evangelho, Jesus nos quis tranqüilizar. É como quem diz: este mundo é cheio de tribulações, mas é passageiro. E quanto ao mundo futuro, não se preocupem, deixem comigo. Claro, isso se morrermos na graça de Deus!
Certa vez, um missionário estava pregando uma missão numa Comunidade rural. Havia um senhor que todas as tardes chegava com a sua kombi cheia de gente, que ele trazia para a missão. Ele ficava até terminar tudo, e levava as pessoas de volta para as suas casas.
O padre percebeu que aquele homem não comungava nem se confessava.
Quando a missão estava indo para o final, o padre aproveitou uma hora em que o homem estava sozinho, aproximou-se dele e disse: “Eu não vejo o senhor comungar, se confessar... Posso ajudá-lo em alguma coisa?
O homem disse: “Senhor padre, eu estava esperando justamente isso que o senhor fez agora. O senhor me atende em confissão?”
Ele fez uma ótima confissão, e dali para frente participou de tudo.
Às vezes a graça de Deus espera a nossa cutucadinha, a mãozinha do cristão que chega de leve... e Deus faz o resto. A nossa vida na terra é passageira. Que bom se déssemos mais valor, tanto para nós mesmos como para os outros, nos valores da outra vida!
Maria Santíssima era uma pessoa muita grata a Deus. O Magnificat é o mais belo hino de ação de graças existente na Bíblia. Nele, a Virgem agradece tudo, até coisas que ainda não tinham acontecido, mas que ela sabia que iam acontecer. Que ela nos ajude a ser gratos, e também a nos preparar bem para a segunda vinda de Jesus.
Jerusalém será pisada pelos infiéis, até que o tempo dos pagãos se complete.

Pe. Queiroz

Exibições: 587

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Neuza de Mendonça de Abreu em 28 novembro 2013 às 20:00

Muito boa a explicação do Evangelho de hoje. Ele nos traz mais esperancas, que é o que nós cristãos e evangelizadores,  mais necessitamos. 

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço