Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

1.Se eu falasse as línguas dos homens e as dos anjos, mas não tivesse amor, eu seria como um bronze que soa ou um címbalo que retine. 

2.Se eu tivesse o dom da profecia, se conhecesse todos os mistérios e toda a ciência, se tivesse toda a fé, a ponto de remover montanhas, mas não tivesse amor, eu nada seria. 

3.Se eu gastasse todos os meus bens no sustento dos pobres e até me entregasse como escravo, para me gloriar, mas não tivesse amor, de nada me aproveitaria. 

4.O amor é paciente, é benfazejo; não é invejoso, não é presunçoso nem se incha de orgulho; 

5.não faz nada de vergonhoso, não é interesseiro, não se encoleriza, não leva em conta o mal sofrido; 

6.não se alegra com a injustiça, mas fica alegre com a verdade. 

7.Ele desculpa tudo, crê tudo, espera tudo, suporta tudo. 

8.O amor jamais acabará. As profecias desaparecerão, as línguas cessarão, a ciência desaparecerá. 

9.Com efeito, o nosso conhecimento é limitado, como também é limitado nosso profetizar. 

10.Mas, quando vier o que é perfeito, desaparecerá o que é imperfeito. 

11.Quando eu era criança, falava como criança, pensava como criança, raciocinava como criança. Quando me tornei adulto, rejeitei o que era próprio de criança. 

12.Agora nós vemos num espelho, confusamente; mas, então, veremos face a face. Agora, conheço apenas em parte, mas, então, conhecerei completamente, como sou conhecido. 

13.Atualmente permanecem estas três: a fé, a esperança, o amor. Mas a maior delas é o amor.

Exibições: 317

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Roseane Valle em 3 fevereiro 2013 às 19:57

Lindo!!

Muito grata Fada San!!

Comentário de Maria Amélia Condeço Ameixoeira em 3 fevereiro 2013 às 11:08

 

"Caminho mais excelente"

As palavras de S. Paulo este Domingo são, de novo, esta oportunidade de centrarmos e recentrarmos as nossas prioridades, de pensar as nossas “estratégias” humanas, eclesiais, sociais, familiares.
Se, de verdade, bu...scamos uma vida de perfeição, uma espiritualidade séria e verdadeira, uma fé credível e apaixonante, a Carta aos Coríntios não podia ser mais clara e explícita.
De facto, sem a caridade, sem o amor, no que dizemos, rezamos, fazemos ou vivemos, de nada servirá, para nada nos aproveitará! Falemos a língua dos homens ou dos Anjos, entreguemos mesmo que seja o nosso “corpo às chamas”, se não o fizermos com amor e por amor, de nada nos aproveitará!
No início do seu Pontificado, o Papa Bento XVI afirmava que “só o amor pode salvar o mundo”. Creio que podemos continuar essa frase e esse pensamento e escrever que “só o amor pode salvar o mundo e a Igreja”!
Os nossos critérios, juízos, pensamentos, desejos, correm sempre o risco de serem mera e demasiadamente humanos, terrenos. Urge divinizar o nosso coração; urge transfigurar os nossos sentimentos e adorná-los com a força e a beleza do amor que hoje S. Paulo nos relembra.
A fé é derradeira.
A esperança é determinante.
Porém, o que vale mais é, verdadeiramente, o amor.
Fácil será de concluir que precisamos todos, sempre mais, com alegria e gozo interior, sermos uma Igreja de amor. Uma Igreja que serve, que partilha, que perdoa, que acolhe, que escuta, que abraça, que dá a vida, fazendo do homem, de cada homem, o seu caminho para Deus.
Muitas propostas, demasiados caminhos, múltiplas formas de querer ser de Deus. O caminho mais excelente, aquilo que, de verdade, enche e preenche a nossa existência humana e cristã será sempre e somente o amor.
Uma palavra, um sentimento, que teremos de “ressuscitar” para com toda a força e sentido o oferecermos ao mundo.
Como o fazer?
Olhando para Aquele que é o Amor em plenitude. E reescutar a Sua Palavra: “Não há maior prova de amor do que dar a sua vida” (cf. Jo 15, 13).
Muitos caminhos; o mais excelente: o amor ao jeito de Jesus de Nazaré. (Padre António Teixeira)
Comentário de Stela em 3 fevereiro 2013 às 8:14

Comentário de Maria Natividade de Jesus Barata em 3 fevereiro 2013 às 8:10

 Regina(Fada) Obrigada pela Partilha.

Só o AMOR nos dá a FORÇA e a PAZ que necessitamos para viver esta vida terrena, e traz à superficie a criança interior que está dentro de nós e apazigua a adul...teração que o nosso crescimento fisico e social nos deu. Buscar a criança interior é trazer o Verdadeiro AMOR de novo aos nossos Corações.

PAZ E AMOR

Beijos das estrelas com AMOR

© 2021   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço