Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

(da Homilia do Papa JOÃO PAULO II, Aeroporto de Vancouver,

Terça-feira, 18 setembro 1984)

"Minha alma agradece o Senhor, todo meu ser abençoa Seu Sagrado Nome" (Sl 103(102), 1).

Com estas palavras da liturgia de hoje, caros irmãos e irmãs, Eu desejo me dirigir, junto com todos

vós, ao DEUS DE AMOR : e quero fazê-lo através do Mistério do Coração de Cristo. Eu escolho estas

palavras porque elas falam de nosso coração humano - a que o Salmo se refere como "todo meu ser",

quando nós falamos do "coração". Tudo que está dentro de cada um de nós. Tudo que nos forma

desde dentro, nas profundidades de nosso ser. Tudo que compõe nossa humanidade inteira, toda a

nossa pessoa em sua dimensão espiritual e física. Tudo que se expressa como uma pessoa única e

irrepetível em seu "eu interno" e ao mesmo tempo em sua "transcendência".

As palavras do Salmo dizem que nosso "coração" humano se dirige a Deus em toda a inimaginável

majestade de sua divindade e sua santidade, e, ao mesmo tempo, em sua maravilhosa "abertura"

para a humanidade: em sua "condescendência".

Desta maneira "coração" encontra "CORAÇÃO"; "coração" fala ao "CORAÇÃO".

[...] Neste contexto de veneração pública, eu vim a vós para proclamar JESUS CRISTO, o eterno

Filho de Deus; para proclamar o Deus invisível que Ele revela; e para proclamar o divino amor que

Ele comunica ao mundo no mistério de Seu Sagrado Coração.

Quando dizemos " CORAÇÃO DE JESUS CRISTO", nos dirigimos com fé ao total mistério

Cristológico: o mistério de DEUS-HOMEM.

"Cristo Jesus é a imagem do Deus não-visto, o primogênito de toda a criação; pois n'Ele foram

criadas todas as coisas no céu e na terra: tudo visível e tudo invisível, sejam Tronos, Dominações,

Principados, Potestades" (Col. 1, 15-16).

Estas últimas palavras se referem precisamente aos seres "invisíveis": as criaturas que têm uma

natureza puramente espiritual

"Todas as coisas foram criadas por Ele e para Ele. Antes que tudo fosse criado, Ele existiu, e

mantém todas as coisas em unidade" (Ibid. 1, 16-17).

Estas sentenças maravilhosas da Carta de São Paulo vêm junto com aquilo que é proclamado no

Prólogo do Evangelho de São João :

"No princípio era o Verbo: o Verbo estava com Deus e o Verbo era Deus. Ele estava no princípio

com Deus. Através d'Ele todas as coisas foram feitas, nenhuma coisa tem seu ser, senão

através d'Ele. E o mundo foi feito por Ele" (João1, 1-3.10).

Em ambos os textos de João e Paulo está contida a doutrina revelada no Filho - a Palavra de Deus -

quem é da mesma divina substância que o Pai.

Esta é a fé que professamos quando dizemos o Credo:

"Nós cremos em um só Deus,/Pai Todo-poderoso,/criador do céu e da terra,/e de todas as coisas

visíveis e invisíveis./Nós cremos em um só Senhor, Jesus Cristo,/único Filho de Deus,/eternamente

nascido do Pai;/Deus de Deus,/Luz de Luz,/Deus verdadeiro de Deus verdadeiro,/gerado, não

criado,/consubstancial com o Pai./Por Ele todas as coisas foram feitas."

O FILHO É UNO EM SUBSTÂNCIA COM O PAI.

Ele é Deus de Deus. Tudo que foi criado tem seu divino começo n'Ele, como a Eterna Palavra.

N'Ele foram feitas todas as coisas e n'Ele elas têm sua existência.

Esta é a nossa fé. Este é o ensinamento da Igreja sobre a Divindade do Filho. Este Eterno Filho,

Deus verdadeiro, a Palavra do Pai, tornou-se homem.

"E a Palavra se fez carne, e viveu entre nós" (João 1, 14).

No Credo nós professamos: "Por nós homens e por nossa salvação,/ele desceu do céu:/e se

encarnou pelo poder do Espírito Santo,/no seio da Virgem Maria,/e se fez homem".

Aqui nós tocamos mais diretamente na realidade do Coração de Jesus. Pois o coração é um

órgão humano, pertencendo ao corpo, pertencendo à estrutura total, para a feitura espiritual

e física do homem: "E o Verbo (a Palavra) se fez carne".

[...] Durante toda a vida terrena de Jesus, Seu Coração foi o centro no qual se manifestou, de

uma maneira humana, o Amor de Deus: o Amor de Deus, o Filho, e, através do Filho, o Amor

de Deus, o Pai.

[...] Aqui está a mais magnífica, a mais profunda dádiva do Coração de Jesus, que encontramos

na criação: homem nascido de Deus, homem adotado como filho no Eterno Filho, sendo dado

à humanidade o poder de se tornar, filhos de Deus.

E portanto nosso coração humano "transformado" desta maneira, pode dizer e diz ao Divino

Coração o que nós ouvimos na liturgia de hoje:

"Minha alma agradece ao Senhor,/e nunca esquece todas as suas bênçãos./É Ele que perdoa

toda a vossa culpa,/quem cura cada uma de vossas doenças,/quem redime vossa vida do

túmulo,/quem vos coroa com amor e compaixão./O Senhor é compaixão e amor,/lento para

se zangar e rico em misericórdia" (Sl, 103 (102), 2-4.8).

Quanto mais os Evangelhos nos falam do divino Coração do Filho - e indiretamente do Coração

do Pai :

CORAÇÃO DE JESUS, morada de justiça e amor !

CORAÇÃO DE JESUS, paciente e cheio de misericórdia !

CORAÇÃO DE JESUS, fonte de vida e santidade !

O Coração de Jesus Cristo, é um apelo de Deus, forte e constante, dirigido à humanidade, a cada

coração humano.

[...] Eis a perspectiva final que nos abre o CORAÇÃO DE JESUS CRISTO pela fé. Ele é o começo e o

fim de tudo aquilo que foi criado em Deus mesmo. Ele é a Plenitude.

Toda a criação visível e invisível avança para esta Plenitude n'Ele. N'Ele está a Plenitude para onde

toda a humanidade é chamada, reconciliada com Deus pelo sangue de JESUS CRISTO derramado

sobre a Cruz.

Senhor JESUS CRISTO,/Eterno Filho do Eterno Pai,/Nascido da Virgem MARIA,/Nós vos pedimos

para continuar a nos revelar o mistério de Deus: para que nós possamos reconhecer em vós

"a imagem do Deus invisível"; para que nós possamos achá-Lo em vós, em vossa Divina  Pessoa,

no calor de vossa humanidade, no Amor de vosso CORAÇÃO.

 

CORAÇÃO DE JESUS, onde mora a Plenitude da Divindade !

CORAÇÃO DE JESUS, de cuja Plenitude nós todos temos recebido !

CORAÇÃO DE JESUS, Rei e Centro de todos os corações, sempre e para sempre !

AMEN !

  

Exibições: 36

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Silvio Henrique Macedo Oliveira em 28 fevereiro 2014 às 7:58

CORAÇÃO DE JESUS, CORAÇÃO DO PAI, CORAÇÃO DA HUMANIDADE,

EU & O PAI SOMOS UM !

Comentário de Silvio Henrique Macedo Oliveira em 28 fevereiro 2014 às 4:38

Este texto foi retirado de uma Homilia de JOÃO PAULO II

quando de Sua visita ao Canadá, na celebração da Missa

ao CORAÇÃO DE CRISTO.

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço