Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Dia 29/09/2012 um grande grupo de pessoas se reunirá em Bragança Paulista para sustentar e permitir nossa própria conexão com o Plano Evolutivo. Será um encontro para as almas que almejam o despertar de uma Nova Humanidade. Para que todos juntos entremos em um estado mais elevado de consciência e possamos contribuir para o processo de ascensão planetária neste ano histórico. Este é um chamado para todos que se sentem de alguma forma conectados com este propósito. Te convidamos para fazer parte desta grande festa cósmica!

Programação

 Dia: 29/09

8h30 Chegada/Bem-vindas

9h Introdução ao Movimento da Unidade

9h45 Meditação para Reconexão

10h15 Intervalo (Música/Mantras)

10h45 Palestra sobre Sincronicidade com o astrólogo

José Maria Gomes Neto

11h45 Vivência EU SOU LUZ e SOM

12h30 - 14h Intervalo/Almoço

14h Palestra com André Vilela, diretor do filme

Belo Monte – Anúncio de um Guerra: A Revolução Ética!

14h45 Meditação para Cura Planetária

15h15 Intervalo (Música/Mantras)

15h45 Palestra com a terapeuta e sensitiva

Maria Silvia Orlovas: Sua missão na ascensão planetária

16h30 Vivência com os Mestres Ascensionados

17h Intervalo

17h15 Despertar da Consciência através do Riso

18h Ritual de agradecimento

18h30 Intervalo

18h45 Japa Yoga – SOMOS TODOS UM

20h Meditação da Unidade (Oneness Meditation)

22h00 – 23h30 Festa da Unidade

Palestrantes

 

Ricardo Cury

Ricardo CuryRicardo Cury é mais um desses tantos jovens que vieram neste momento para ajudar a transformar o Planeta Terra num lugar melhor. Desde criança é sensitivo e há alguns anos canaliza mensagens de seus guias e mestres. Das muitas orientações que tem recebido, a mais recente está sendo colocada em prática agora, que é a própria organização do Festival da Unidade. É formado em Relações Internacionais pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado) e como Trainer em Deeksha pela Oneness University (Universidade da Unidade – Índia).

Ricardo irá falar sobre o despertar da consciência através do riso e também conduzirá algumas meditações. Primeiramente será explicado o que é o despertar, que nada mais é que a dissolução do sentimento de um EU fixo, separado. Quando percebemos que o nosso conceito do EU é uma ilusão, tornamo-nos capazes de nos sentir como um fluxo de consciência que não está mais sujeita aos limites e condicionamentos da mente. Quando isso acontece há uma mudança de percepção das situações que encaramos na nossa vida, e a possibilidade de rirmos de tudo que nos passou se torna algo muito natural.

 

José Maria Gomes Neto

SINCRONICIDADES – “Não existe nada mais poderoso que uma ideia que chegou ao seu tempo”. Sincronicidade implica em sintonia, ressonância, estar no fluxo, fazer parte, pertencimento, sentido de Unidade… É quando percebemos que algo extra-ordinário ocorre, que tudo faz sentido, e cai a ficha de que O UNIVERSO FUNCIONA!!! José irá falar sobre essas qualidades que se encontram no céu desse momento.

José Maria é astrólogo, escritor e conferencista, reconhecido dentro e fora do Brasil. Já esteve em diversas capitais da Europa e dos Estados Unidos, aliando o estudo dos astros às técnicas de “coaching”, o que resultou no que chama de Astro*Coaching. Foi um dos palestrantes do evento TED na Rio+20 em junho deste ano. José Maria acredita que cada ser humano carrega em si a possibilidade da transformação. “Não, você não pode ser qualquer coisa que queira, mas você pode ser qualquer coisa que seja capaz de se tornar”, este é um de seus lemas.

 

Maria Silvia Orlovas

 

Maria Silvia

SUA MISSÃO NA ASCENSÃO PLANETÁRIA - Há uma força interna que nos direciona para a ascensão, que nos impulsiona ao progresso. Descobrir qual a sua missão, qual o seu caminho possibilita atingir esse objetivo e participar ativamente da construção deste novo mundo mais solidário e amoroso, como ensinam os mestres Ascensionados. ” Você é o senhor do seu destino, um ser de amor, e luz”. Maria Silvia falará sobre os ensinamentos da Fraternidade Branca e da sua missão.

Maria Silvia é uma forte sensitiva que possui um dom muito especial de ver as vidas passadas das pessoas à sua volta e receber orientações dos seus mentores.

Criada numa família espiritualista, há muitos anos se dedica ao estudo das ciências ocultas e dos aspectos psicológicos que envolvem as pessoas. É formada em Belas-Artes pela faculdade Santa Marcelina, trabalhou como arteeducadora em escolas e grupos e hoje coordena o Espaço Alpha-Lux, que atua na área alternativa com palestras e cursos voltados ao autoconhecimento.

Em seu trabalho de pesquisa, Maria Silvia também tem se dedicado ao estudo da mitologia, dos arquétipos do Tarô, da cura através das imagens do inconsciente e das religiões antigas. Esta pesquisa levou a autora a mergulhar profundamente no rico panteão hindu, na wicca, no sagrado feminino e nas religiões primitivas, nas quais encontrou as deusas e suas lendas repletas de significado. Atualmente ministra workshops e cursos e, individualmente, atende com aconselhamento metafísico e Terapia de Vidas Passadas, que é sua grande paixão.

Escreveu vários livros sobre os ensinamentos dos Mestres da Fraternidade Branca que canaliza há mais de sete anos.

 

André D’Elia

André é formado em Cinema pela FAAP (Fundação Armando Álvares Penteado). Durante o período final do curso, foi estagiário da produtora Goma Filmes, onde era responsável pela seleção e captura de material de pesquisa e acervo em grandes emissoras de televisão como A Rede Globo, ESPN, ESPN Brasil, Tv Bandeirantes e TV Cultura. Durante as pesquisas no acervo politico da Tv Bandeirantes André D’Elia teve a ideia de fazer o filme “Belo Monte, Anúncio de uma Guerra”. Depois de viajar a Amazônia ele percebeu que deveria fazer um filme documentário investigativo pois não haviam informações confiáveis sobre o tema. André D’Elia fez mais de 10 viagens para Amazônia e organizou 3 expedições com sua equipe de filmagem para o alto, médio e baixo Xingu. Seu esforço sempre foi concentrado em ouvir a opinião de comunidades indígenas e ribeirinhos oprimidos pelo empreendimento.

Afinal! O que é uma conduta ética positiva? Dalai Lama em seu livro “Uma Ética para um Novo Milênio” esclarece como um senso ético aparentemente subjetivo pode ser bem definido em um inconsciente coletivo crescente. Saber o que é certo e o que é errado é uma busca humana, tomar a decisão correta exige esforço e tal esforço pode ser a única forma permanecermos vivendo neste planeta. Tomando esse pensamento como ponto de partida, André pretende discorrer sobre comunicação, cinema, e povos indígenas principalmente. O posicionamento abertamente antiético do governo brasileiro perante a sociedade. O foco da palestra que ele pretende realizar no Festival da Unidade é justamente a violência na qual a hidroelétrica de Belo Monte está sendo implementada no rio Xingu, e como a sociedade civil, uma vez tendo o conhecimento necessário, poderá e deverá promover mudanças significativas em políticas tradicionalmente públicas, mudanças significativas em ações particulares que invariavelmente afetam o meio ambiente e por consequência afetam a todos nós, seres da “eco esfera”. Quanto a isso, a questão mais evidente é certamente o consumo. André será extremante claro e pragmático ao desenhar analogias entre o consumo de determinados produtos e seu impacto socioambiental. Tudo isso pode parecer extremamente utópico e irreal, contudo uma mudança estrutural na comunicação (como a internet) nos dá esperanças e ferramentas necessária para crer que o desenvolvimento de um novo senso ético é possível! Eis ai o conceito que ele nos apresenta: a Revolução ética.

 

Deva Sumitra (Sílvia Handroo) – Vivência “EU SOU LUZ E SOM”

Deva Sumitra (Sílvia Handroo)  é cantora, terapeuta, orientadora vocal e trainer da Oneness University ( Índia) em Oneness Deeksha. Desenvolveu o método de autoconhecimento e orientação vocal chamado “ Um universo em sua voz” onde une a expressão vocal falada e o canto com técnicas terapêuticas voltadas ao autoconhecimento, direcionas a desenvolver e ampliar a conexão entre voz, corpo, emoções, energia e consciência. Sua jornada em direção ao despertar e sua produção artística estão profundamente conectadas e caminham sempre juntas.

“Há algum tempo soube que os Atlantes, usavam a voz apenas para cantar, o canto tinha a função de curar, expressar gratidão, louvor, entrar em oração, trazer beleza e de sutilizar a comunicação. O que conhecemos por “voz falada” que tem a função de relatar fatos, comunicar nossas necessidades, trocar informações, não existia entre eles, verbalmente, apenas telepaticamente…

Eu sou luz e som será um momento para vibrarmos juntos através do canto, entoando mantras, cantos sagrados, cantos de paz, de cura e sons coletivos que promovem a unidade. Experimentaremos a força e as bênçãos desses cantos para nos abrirmos para receber o forte campo energético criado pelo canto e pela forte energia emanada às 12:00hs com o sol à pino. Um momento para evocarmos luz e bênçãos!”.

 

Local

O Festival da Unidade acontecerá em Bragança Paulista na Fazenda Vale do Sol, a 90 km de São Paulo.

Rodovia Capitão Barduíno KM 104,5 (Estrada de Bragança Paulista para Socorro).

Exibições: 643

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

© 2022   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço