Ave Luz

Alegra-te cheia de graça!

Oração da Manhã e Evangelho do dia - Interpretar o tempo presente

Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força  da Santíssima Trindade,
Levanto-me neste dia que amanhece,
Pela força de Deus a me sustentar,
Pela força de Deus a me amparar,
Pela sabedoria de Deus a me guiar,
Pelo olhar de Deus a vigiar meu caminho,
Pelo ouvido de Deus a me escutar,
Pela palavra de Deus a me falar,
Pela mão de Deus a me guardar,
Pelo caminho de Deus à minha frente,
Pelo escudo de Deus que me protege.
Cristo comigo, Cristo à minha frente, Cristo atrás de mim,
Cristo em mim, Cristo embaixo de mim, Cristo acima de mim,
Cristo à minha direita, Cristo à minha esquerda,
Cristo ao me deitar,
Cristo ao me sentar,
Cristo ao me levantar,
Cristo no coração de todos os que pensarem em mim,
Cristo na boca de todos que falarem em mim,
Cristo em todos os olhos que me virem,
Cristo em todos os ouvidos que me ouvirem.
Levanto-me, neste dia que amanhece,
Por uma grande força da  Santíssima Trindade.
 (séc. V, São Patrício)
EVANGELHO DO DIA

Evangelho (Lc 12,54-59)

 

— O Senhor esteja convosco.

— Ele está no meio de nós.

— Proclamação do Evangelho de Jesus Cristo + segundo Lucas.

— Glória a vós, Senhor.

 

Naquele tempo, 54Jesus dizia às multidões: “Quando vedes uma nuvem vinda do ocidente, logo dizeis que vem chuva. E assim acontece. 55Quando sentis soprar o vento do sul, logo dizeis que vai fazer calor. E assim acontece. 56Hipócritas! Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? 57Por que não julgais por vós mesmos o que é justo?

58Quando, pois, tu vais com o teu adversário apresentar-te diante do magistrado, procura resolver o caso com ele enquanto estais a caminho. Senão ele te levará ao juiz, o juiz te entregará ao guarda, e o guarda te jogará na cadeia. 59Eu te digo: daí tu não sairás, enquanto não pagares o último centavo”.


— Palavra da Salvação.

— Glória a vós, Senhor.

LITURGIA COMENTADA PELA PE. QUEIROZ (do site)

Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente? Padre Queiroz

25 de Outubro - Sexta - Evangelho - Lc 12,54-59
Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente?
Neste Evangelho, Jesus nos chama a atenção para uma incoerência nossa, que é fruto do pecado: Somos avançados no conhecimento das ciências e da técnica, mas muito atrasados no conhecimento das coisas de Deus.
“Hipócritas, vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente?” Essa advertência de Jesus vale de modo especial hoje, em que a humanidade cresce dia a dia no conhecimento das ciências e da técnica, mas parece até que está regredindo no conhecimento do sentido fundamental da vida.
A parábola da caminhada com o adversário para o magistrado reforça a necessidade de andarmos sempre com as contas em dia com Deus, pois quando estivermos diante do Juiz, que é Cristo, não haverá mais tempo para corrigirmos os nossos erros, ou para pedirmos perdão a Deus.
As pessoas conhecem o tempo cronológico, mas não procuram conhecer o tempo da graça. Vivem pesquisando a natureza a fim de utilizá-la, mas não conhecem o Autor e Criados da natureza. Em resumo, as pessoas aprofundam-se na ciência, mas não na sabedoria. A ciência não envolve a vida humana no seu conjunto, que tem duas partes: a terrena e a eterna.
“Não dizeis vós: Ainda quatro meses e aí vem a colheita? Pois eu vos digo: levantai os olhos e vede os campos, como estão dourados, prontos para a colheita!” (Jo 4,35-36). Estão aí as duas realidades: a simples ciência e a sabedoria.
É muito comum, ao andarmos à noite pelas ruas, vermos carros de luxo estacionados na frente de casa de cartomante. São pessoas formadas na ciência do mundo, mas analfabetas na ciência de Deus. Vemos pessoas letradas valorizando o “ter” e se esquecendo do principal que é o “ser”. Pais que, fora do período escolar, matriculam os filhos em cursos caros de inglês, e nem se preocupam em levá-los ao catecismo. Pessoas que se dizem católicas, mas desprezam as leis.
Por exemplo, para combater a AIDS, são apresentados medidas fúteis, já comprovadas que não funcionam, e se esquecem do principal que é o respeito à Lei de Deus.
A multiplicação de seitas, que apresentam, muitas vezes, a religião apenas como meio de adquirir benefícios nesta terra, mas se esquecendo da vida após a morte.
“Estou ciente de que o bem não habita em mim, isto é, na minha carne. Pois querer o bem está ao meu alcance, não, porém, realizá-lo. Não faço o bem que quero, mas faço o mal que não quero” (Rm 8,18-19). Se temos alguma conta a acertar com Deus, vamos fazê-lo logo, porque amanhã poderá ser tarde!
Cristo nos deixou todos os meios para vencermos o mal e fazer o bem: a oração, o sacramento da confissão, a Eucaristia, a vida em Comunidade, a leitura da Bíblia...
Certa vez, um menino passou correndo na rua, na frente da igreja. O padre estava na porta da igreja e aquilo lhe chamou a atenção. Foi até a calçada e viu que lá no fim da rua o menino virou para trás e voltou correndo na mesmo velocidade. Quando estava passando em frente à igreja, o padre gritou: “Menino, vem cá”. Mas nada, ele não parou. Chegando ao outro extremo da rua, ele virou para trás e veio correndo do mesmo jeito.
O padre pensou: eu vou segurar esse menino para ver por que ele está fazendo isso. Quando o garoto estava perto, o padre se colocou na frente dele e o agarrou. O menino ficou assustado, mas o padre o acalmou e lhe perguntou: “Filho, o que você está fazendo?” Ele respondeu: “Não sei!” “De onde você vem?” “Não sei!” “Para onde você vai?” “Não sei!” “Quem é você?” “Não sei!”
Neste momento, um senhor que morava em frente disse: “Iii padre! Esse menino é bobo. Pode largar, porque ele não sabe nada!” O padre largou e o garoto continuou correndo pela vida, para lá e para cá.
Que nós não sejamos também bobos, aprofundando-nos nas ciências da terra, correndo para lá e para cá, mas sem procurar o principal que é responder àquelas perguntas fundamentais da vida, que o padre fez ao menino!
As poucas palavras de Maria Santíssima que a Bíblia nos trouxe mostram que ela entendia muito bem das coisas de Deus e do sentido pleno da vida. Que ela nos ajude a dedicarmos os nossos talentos a “interpretar o tempo presente”.
Vós sabeis interpretar o aspecto da terra e do céu. Como é que não sabeis interpretar o tempo presente?

Padre Queiroz

Exibições: 1250

Comentar

Você precisa ser um membro de Ave Luz para adicionar comentários!

Entrar em Ave Luz

Comentário de Juli em 25 outubro 2013 às 15:16

Comentário de Roberto Ferraz Silveira Junior em 25 outubro 2013 às 13:44

Muito Obrigado Fada San!

Comentário de Maria Amélia Condeço Ameixoeira em 25 outubro 2013 às 11:01

Obrigada pela linda oração, que nos ajude a ser melhores e a partilhar oração na nossa comunidade virtual. E obrigada pelo envio do Evangelho e desta profunda homilia. Bênçãos de Deus para si e sua família.

Comentário de Regina Celia Palopole em 25 outubro 2013 às 10:35

Obrigada pela linda mensagem. Muita luz a todos.

Comentário de Maria Aparecida gire Zine Neves em 25 outubro 2013 às 6:32

"Que a graça de Deus cresça em nós sem  cessar e que o Espírito Santo de amor" venha a nos orientar nesta longa caminhada rumo a DEUS!!!

Que o nosso dia seja orientado pela sabedoria divina que tudo conhece de cada de um seus filhos amados!!!

Comentário de MARLI MARIA GRASSMANN em 25 outubro 2013 às 6:21
Mto obrigado.meu senhor.palavra linda e abencoada...amem...
Comentário de Gioconda Haisi Klita em 25 outubro 2013 às 6:12

Que grande verdade esta escrito nos dizeres de Deus.

Que Cristo continue a nos proteger e emparar em todos os momentos de nossa vida.

© 2019   Criado por Regina Maria.   Ativado por

Badges  |  Relatar um incidente  |  Termos de serviço